Lanfranco Aldo, mais conhecido como Lan, é um dos artistas que ajudaram a criar a iconografia que representa o Brasil em todo o mundo, passou a trabalhar no Última Hora, à convite do jornalista Samuel Wainer

0
Powered by Rock Convert

Jornalista e chargista

 

Lan atuou como jornalista gráfico na França, Uruguai e Argentina

O artista ficou conhecido por retratar a vida carioca em desenhos publicados em revistas e jornais

 

Lanfranco Aldo Ricardo Vaselli Cortelline Rossi (18 de fevereiro de 1925 – 4 de novembro de 2020), jornalista e chargista italiano, ou apenas Lan, como era conhecido, atuou como jornalista gráfico na França, Uruguai e Argentina.

 

Lan, nasceu em Arezzo, na Toscana, em fevereiro de 1925, e é um dos artistas que ajudaram a criar a iconografia que representa o Brasil em todo o mundo. Ainda criança foi morar no Uruguai, onde desenvolveu um estilo único de desenhar.

 

Radicado no Brasil, ele passou a trabalhar no Última Hora, em 1952, à convite do jornalista Samuel Wainer.

 

O caricaturista teve passagem pelo jornal Globo e Jornal do Brasil, onde produziu charges por 33 anos.

Apaixonado pelo samba e pela capital carioca, Lan se casou com Olívia Marinho, ex-passista da Portela, em 1960.

Quando completou 90 anos, o caricaturista ganhou homenagem da TV Câmara.

oexploradorPowered by Rock Convert

 

Amigo dos criadores da Bossa Nova, Lan fez caricatura memoráveis de artistas como Tom Jobim, Milton Nascimento e Chico Buarque. Uma das marcas de seus trabalhos são as curvas sinuosas utilizadas para retratar as mulheres brasileiras.

 

Apaixonado pelo Flamengo, caricaturista Lan deixa legado também para o futebol

 

Além da paixão por samba e admiração pela mulher negra brasileira, Lan sempre deixou muito claro em suas obras seu amor também por futebol e, principalmente, pelo Flamengo.

 

Em 2011, o caricaturista foi homenageado pelo clube em uma loja oficial, no Rio de Janeiro. Lan teve 22 desenhos expostos e recebeu a visita de dezenas de personalidades. Em uma das obras, ele retratou um dos ídolos rubro negro, Adílio e ainda recebeu das mãos de Evaristo de Macedo o manto flamenguista com seu nome sob o clássico número 10.

 

Lan recebe camisa das mãos de Evaristo de Macedo, em 2011 — (Foto: Leandra Benjamin/FlaImagem e VIPCOMM)

 

Lanfranco Aldo faleceu em 4 de novembro de 2020, aos 95 anos, no Hospital SMH – Beneficência Portuguesa de Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro.

 

(Fonte: https://www.terra.com.br/diversao – DIVERSÃO / ENTRETENIMENTO – 5 NOV 2020)

(Fonte: https://globoesporte.globo.com/rj/serra-lagos-norte/futebol/noticia – FUTEBOL / NOTÍCIA / Por Jeferson Marques — Petrópolis – 05/11/2020)

Powered by Rock Convert
Share.