Jacira Sampaio, atriz que interpretou a Tia Anastácia, na adaptação para a TV do “Sítio do Pica-Pau Amarelo”, série baseada na obra de Monteiro Lobato

0
Powered by Rock Convert

Jacira de Almeida Sampaio (Santa Cruz do Rio Pardo, 28 de agosto de 1922 – São Paulo, 29 de setembro de 1998) , atriz que interpretou a Tia Anastácia, na adaptação para a TV do “Sítio do Pica-Pau Amarelo”, série baseada na obra de Monteiro Lobato, produzido e apresentado na televisão nas décadas de 70 e 80.

Nascida em 28 de agosto de 1922 em Santa Cruz do Rio Pardo, interior do estado de São Paulo, começou a carreira tarde, aos 37 anos, no Teatro Experimental do Negro. Participou de novelas tanto na extinta TV Tupi (Meu Rico Português, O Meu Pé de Laranja Lima, Divinas e Maravilhosas) como na Rede Globo (Sinhá Moça e Bambolê).

Mas foi no papel de “Tia Nastácia” (corruptela de Tia Anastácia) que se destacou, marcando presença no imaginário de toda uma geração fã da série. A produção, resultado de uma parceria da TV Educativa com a TV Globo em 1976, fez imenso sucesso, projetou artistas e ainda reprisou em todo o país.

 

Apresentação da turma do “Sítio do Picapau Amarelo” (da esquerda para a direita): Pedrinho (Julio Cesar), Tia Anastácia (Jacira Sampaio), Emília (Dirce Migliaccio), Narizinho (Rosana Garcia) e Dona Benta (Zilka Salaberry) – (Foto: Wilson Alves / Agência O Globo / 16/10/1977)

 

Adaptada de obra de mesmo nome de Monteiro Lobato, autor de mais de 30 livros, a história do Sítio do Pica-Pau Amarelo, assim como boa parte do trabalho de Lobato, era dedicada aos jovens.

O personagem de “Tia Nastácia” era descrito por Lobato como “a quituteira emérita que a cultura negra trouxe para nosso acervo”. Na série da TV, o personagem ganhou música-tema de Dorival Caymmi. A trilha sonora foi de Gilberto Gil.

“Tia Nastácia” foi um papel que Jacira Sampaio tinha imenso prazer de citar em seu currículo.

oexploradorPowered by Rock Convert

 

Companheiros se comovem 
A atriz Zilka Salaberry, que fazia a personagem Dona Benta no “Sítio do Pica-Pau Amarelo”, ficou muito abalada com a morte de Jacyra. Elas trabalharam juntas 11 anos e foram grandes amigas.
Salaberry disse à Globo que deixaria seu telefone fora do gancho, porque ficou muito triste com a morte da colega e não queria dar declarações à imprensa.


O ator Canarinho, que fazia o personagem Pedro Malazarte, lembrou o profissionalismo da atriz. “Ela nunca chegava atrasada e sempre sabia o texto.”
Já a atriz Rosana Garcia, que fez a Narizinho no “Sítio”, considerava Sampaio uma “mãezona”.


“Fiquei muito triste. Trabalhei com ela dos 9 aos 14 anos, e uma das coisas que eu lembro com carinho era de colocar a cabeça no peito dela, porque ela tinha uns peitões, e dizer que era o meu travesseirinho”, disse Garcia.
André Valli, o Visconde de Sabugosa, se emocionou ao falar da colega. “É muito difícil (chorando). Ela era um anjo, sempre ouvia tudo o que a gente falava. É triste quando morre um ator, mas, neste caso, estou sofrendo pela pessoa”

 

Jacira que tinha 76 anos de idade, faleceu em 29 de setembro de 1998, era cardíaca e foi vítima de um ataque do coração. A atriz estava morando na Vila Mariana (zona sul de SP), há um ano.

Nos últimos meses a atriz estava deprimida e sentia falta de interpretar. “Ela recebeu convites para participar de programas da Rede Globo, mas não pôde aceitar por causa da doença.”
Mesmo impossibilitada de atuar, Sampaio continuava contratada pela Rede Globo. Ela era divorciada e não tinha filhos.

(Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrada – FOLHA DE S.PAULO – ILUSTRADA – 30 de setembro de 1998)

(Fonte: Jornal do Brasil – CIDADE – REGISTRO – 30 de setembro de 1998 – Pág: 21)

Powered by Rock Convert
Share.