Oskar Gröning, ex-oficial da força paramilitar nazista (SS) mais conhecido como o “contador de Auschwitz”

0

Ex-SS Oskar Gröning, o ‘contador de Auschwitz’

Oskar Gröening

(Arquivo) Foto mostra Oskar Gröning durante julgamento em Luneburgo, na Alemanha, em 8 de julho de 2015 – (Foto: POOL/AFP/Arquivos)

 

 

Oskar Gröning (10 de junho de 1921 – 9 de março de 2018), ex-oficial da força paramilitar nazista (SS), ex-contador do campo de extermínio de Auschwitz e mais conhecido como o “contador de Auschwitz”.

Gröning era o encarregado de contar o dinheiro e os bens apreendidos das vítimas de Auschwitz, campo de concentração e extermínio montado pelo regime de Adolf Hitler na Polônia. Em 2015, o ex-oficial da SS havia sido condenado a quatro anos de prisão pela cumplicidade na morte de 300 mil pessoas.

O dinheiro apreendido em Auschwitz era enviado para a SS em Berlim, ajudando a dar sustentação financeira ao nazismo. Os advogados de Gröning tentaram evitar o cumprimento da pena, alegando motivos de saúde, mas, em dezembro de 2017, o Tribunal Constitucional Federal da Alemanha rejeitou o pedido.

Além disso, o ex-oficial nazista também teve um indulto negado pela Justiça, em 17 de janeiro de 2018. Ele chegou a admitir sua culpa “moral” e a pedir perdão ao povo judeu pelos seus crimes.

Gröning é um dos últimos nazistas julgados por seus atos durante a Segunda Guerra Mundial, mais de 70 anos depois do fim do conflito.

No final de 2017, a Justiça alemã ordenou sua detenção, depois que o idoso de 96 anos tentou em vão fugir da prisão, apresentando um recurso ao Tribunal Constitucional, alegando seu mau estado de saúde.

Durante seu julgamento, pediu perdão e admitiu uma “falta moral” por seu papel de “contador” do campo de extermínio nazista de Auschwitz.

Oskar Gröning morreu em 12 de março, aos 96 anos de idade. Ele estava internado em um hospital na Alemanha.

(Fonte: https://www.terra.com.br/noticias/mundo/europa – MUNDO – EUROPA – 12 MAR 2018)

(Fonte: https://istoe.com.br – Edição nº 2516 – COMPORTAMENTO / Por AFP – 12.03.18)

Share.