Laís Elena, ex-jogadora da seleção brasileira de basquete, referência do basquete feminino no Brasil

0

Como jogadora e treinadora, ela fez história na equipe do Santo André

 

Bronze no Mundial de basquete de 1971, Laís Elena

Referência do basquete feminino no Brasil

 

 

Laís Elena Aranha da Silva (Garça, São Paulo, 11 de março de 1943 – Santo André, 12 de março de 2019), ex-jogadora da seleção brasileira de basquete e grande treinadora.

 

A ex-jogadora da seleção brasileira de basquete Laís Elena, teve o resultado mais expressivo da carreira da ex-armadora foi a medalha de bronze conquistada no Mundial de 1971, disputado no Brasil.

 

Natural de Garça, no interior de São Paulo, a ex-armadora foi um importante nome da história do esporte brasileiro.

 

Durante 60 anos dedicados ao esporte, a natural de Garça, interior paulista, conquistou cinco títulos Sul-Americanos, dois Pan-Americanos e uma medalha de bronze no Mundial de 1971 com a Seleção.

 

Após passagem pelo Corinthians no início dos anos 1960, Laís seguiu para o Santo André, em 1964, onde fez história. Durante 11 anos, a atleta permaneceu na equipe do ABC paulista e ajudou a desenvolver o basquete feminino no país.

 

O resultado mais expressivo da carreira dela foi a medalha de bronze conquistada no Mundial de 1971, disputado no Brasil.

 

Pela seleção, Laís Elena também foi cinco vezes campeã sul-americana (1965, 1967, 1968, 1970 e 1974) e ganhou medalhas de ouro em Jogos Pan-Americanos (1967 e 1971). A carreira dela começou no extinto ADC Pirelli, sediado em Santo André.

 

Também em 1971, a atleta integrou o grupo da Seleção que conquistou a medalha de bronze no Mundial disputado no Brasil, ficando atrás apenas da União Soviética e a Tchecoslováquia.

Os principais títulos da carreira de Laís foram conquistados com a camisa da Seleção Brasileira. A armadora venceu os Sul-Americanos de 1965, 1967, 1968, 1970 e 1974, e os Pan-Americanos de 1967, em Winnipeg-CAN, e 1971, em Cali-COL.

 

Depois de se aposentar, Laís Elena dirigiu por um período de 40 temporadas os times adulto e de base de Santo André. Entre as principais conquistas como técnica se destacam o título da primeira edição da Liga de Basquete Feminino (LBF), em 2011, o Campeonato Nacional de 1999 e o Campeonato Paulista de 1995.

 

Laís Elena vinha trabalhando como secretária-adjunta da Secretaria de Esporte e Prática Esportiva do município de Santo André.

Após a aposentadoria, Laís seguiu envolvida com o basquete e com o Santo André, assumindo como treinadora do time de base em 1976. A ex-atleta foi essencial para a manutenção da equipe, que sob seu comando venceu, entre outros títulos, o Campeonato Brasileiro de 1999 e a primeira edição da Liga de Basquete Feminino (LBF), em 2011.

 

Lais Elena morre aos 76 anos, em 12 de março de 2019, estava hospitalizada em Santo André, cidade onde vivia.

 

Laís trabalhava como secretária adjunta de Esporte e Prática Esportiva de Santo André desde 2017 e estava internada na UTI do Hospital Brasil, localizado na cidade do ABC.

 

Laís Elena combatia um câncer de mama e estava internada na UTI do hospital A.C.Camargo. A ex-atleta sofreu uma convulsão, na última sexta-feira, em decorrência do tratamento para controlar a doença.

“Com enorme pesar noticiamos o falecimento da ex-jogadora da seleção brasileira e grande treinadora, Laís Elena Aranha da Silva, de 76 anos. Nossos sentimentos aos familiares e amigos”, disse, em comunicado, a Confederação Brasileira de Basquete (CBB).

(Fonte: https://esportes.estadao.com.br/noticias/basquete – NOTÍCIAS / BASQUETE / ESPORTES / Por Redação, O Estado de S.Paulo – 12 de março de 2019)

(Fonte:  https://www.gazetaesportiva.com/mais-esportes/basquete – MAIS ESPORTES / BASQUETE – 12 de março de 2019)

(Fonte: GAÚCHA Zero Hora – ANO 55 – N° 19.346 – 13 de março de 2019 – TRIBUTO / MEMÓRIA – Pág: 29)

Share.