Giorgio Albertazzi, ator e diretor, considerado um dos maiores nomes do cinema e do teatro italiano

0
Powered by Rock Convert

Giorgio Albertazzi, lenda do cinema e do teatro italiano

Ator Giorgio Albertazzi - (Foto: Divulgação)

Ator Giorgio Albertazzi – (Foto: Divulgação)

Ele estrelou o clássico de Alain Resnais ‘O ano passado em Marienbad’, de 1961

Giorgio Albertazzi (Fiesole, Itália, 20 de agosto de 1923 – Florença, na Itália, 28 de maio de 2016), ator e diretor, considerado um dos maiores nomes do cinema e do teatro italiano.

Albertazzi era antes de tudo ator de teatro. No cinema, apareceu em mais de 30 filmes, mas menos da metade disso chegou ao Brasil. Dentre a parte que conhecemos de sua filmografia se destacam “A Noite de Núpcias” (Tradita, 1954), “O Ano Passado em Marienbad” (L’année dernière à Marienbad, 1961), “Casei Contigo para Me Divertir” (Ti ho sposato per allegria, 1967) e “O Assassinato de Trotsky” (The Assassination of Trotsky, 1972).

Albertazzi começou sua carreira numa companhia shakespeariana de teatro, na Itália, em 1949 —ano em que atuou na montagem de “Tróilo e Créssida”, com direção de Luchino Visconti. Faria parte de outras leituras de Shakespeare desde então, como “Otelo”, “Henrique IV” e “Hamlet”.

Nos anos 1950, passou a integrar elencos do cinema italiano. Fez mais de 50 filmes. Chegou a Hollywood, onde fez uma participação no filme “O Assassinato de Trotsky”, em 1972, com Richard Burton e Alain Delon.

Albertazzi, nasceu em 20 de agosto de 1923 em Fiesole, nas proximidades de Florença. Ele estrelou o clássico filme “O Ano Passado em Marienbad”, de 1961, dirigido por Alain Resnais.

O começo da carreira do ator foi numa companhia shakesperana de teatro, na Itália, nos anos 40. A partir dos anos 50, ele começou a integrar elencos para o cinema italiano, tendo participado de mais de 50 filmes. Ele também era maestro e fotógrafo.

Formado em arquitetura, ele estreou nos teatros italianos em 1949 interpretando “Troilo e Créssida”, de William Shakespeare, sob a direção de Luchino Visconti. O elenco também contava com outra lenda dos cinemas italianos, Marcello Mastroianni.

Entre suas interpretações mais marcantes nos palcos está o imperador que dá nome à peça “Memórias de Adriano”, baseada no livro homônimo da escritora francesa Marguerite Yourcenar. No cinema, ficou conhecido por participações nos filmes “O ano passado em Marienbad” (1961), de Alain Resnais, e “Violência Secreta”, (1963), de Giorgio Moser (1923-2004).

Em Hollywood, o ator fez uma participação no filme “O Assassinato de Trotsky”, em 1972, dirigido por Joseph Losey, estrelado por Richard Burton e Alain Delon.

Sua participação mais recente foi no filme “La sindrome di Antonio”, ainda em pós-produção.

Seu mais recente trabalho, “La Sindrome di Antonio”, está em fase de pós-produção.

Powered by Rock Convert

Em sua carreira, ficou célebre pelo papel do imperador romano Adriano de “Memórias de Adriano”, obra baseada no livro homônimo de Marguerite Yourcenar. Encenou o personagem mais de mil vezes na década de 1990, tanto na Itália quanto no exterior.

O ator chegou a mencionar que Adriano foi o personagem com quem mais se identificou, por tratar do processo de envelhecer. “Interpretando-o, eu também falo sobre mim”, disse Albertazzi quando tinha 90 anos. 

Considerado um grande sedutor, ele se casou em 2007 com Pia de Tolomei, quando ele tinha 84 anos e ela 48. Pia se manteve a seu lado até sua morte.

Giorgio Albertazzi faleceu em Florença, na Itália, dia 28 de maio de 2016, em decorrência de um ataque cardíaco. Albertazzi tinha 92 anos.

O presidente da Itália, Sergio Mattarella, lamentou a perda.

“Com Giorgio Albertazzi morre um dos maiores intérpretes do teatro e do cinema italiano contemporâneo”, disse , acrescentando que “as suas interpretações dos grandes clássicos são marcos na história do espetáculo”. “Albertazzi, que dedicou ao teatro toda a sua existência, é uma referência e um mestre para gerações de atores e diretores”.

Para o premier Matteo Renzi, Albertazzi foi “uma das grandes personalidades da nossa cultura”. “Perdemos um grande italiano”, concluiu.

Giorgio Albertazzi nasceu em 20 de agosto de 1923, em Fiesole, Itália. Teve um longo relacionamento com a atriz Anna Proclemer (1923-2013). Deixou viúva a atriz Pia Tolomei, com quem se casou em 2007, depois de mais de 20 anos juntos.

(Fonte: http://gente.ig.com.br/cultura/2016-05-28 – GENTE – CULTURA/ Por Ansa | 28/05/2016)

(Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2016/05 – ILUSTRADA/ DE AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – 28/05/2016 )

(Fonte: http://eraumavezocinema.blogspot.com.br/2016/05 – 28 DE MAIO DE 2016)

(Fonte: http://oglobo.globo.com/cultura  –  CULTURA/ POR O GLOBO COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS – 28/05/2016)

© 1996 – 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A.

Powered by Rock Convert
Share.