Foi o diretor da primeira transmissão de TV a cores do Brasil

0

Jornalista Sérgio Reis trabalhou na primeira transmissão a cores do Brasil

 

Porto-alegrense foi o diretor da primeira transmissão a cores do Brasil e um dos mais importantes jornalistas do RS

 

Sérgio Luiz Puggina Reis (Porto Alegre, 22 de janeiro de 1938 – Porto Alegre em 5 de dezembro de 2018), jornalista e professor Porto-alegrense, foi o diretor da primeira transmissão a cores do Brasil e um dos mais importantes jornalistas do Rio Grande do Sul. Ele era professor universitário da Univates (Universidade do Vale do Taquari).

 

Ele teve papel de destaque na implantação da TV Piratini no Rio Grande do Sul, e foi o diretor da primeira transmissão a cores do Brasil, em 1972. O marco na história da televisão brasileira ocorreu durante a Festa da Uva, em Caxias do Sul, na serra gaúcha, no dia 19 de fevereiro, pela TV Difusora.

 

Sérgio nasceu no dia 22 de janeiro de 1938, em Porto Alegre, e foi considerado um dos responsáveis pela implementação da TV no Rio Grande do Sul, Reis dirigiu a primeira transmissão a cores do Brasil, em 1972.

 

Jornalista de TV, Reis trabalhou em todas as emissoras do Rio Grande do Sul. Ele trabalhou, por exemplo, na primeira transmissão de TV a cores do Brasil, realizada durante a Festa da Uva de Caxias do Sul pela TV Difusora, em 1972.

Sua carreira dentro do jornalismo começou cedo, na Rádio Farroupilha, em 1947, ainda aos 9 anos. Na época, ele visitava os estúdios da rádio, que era ao lado do Colégio Anchieta, local em que estudou nos primeiros anos de sua vida. Ele participou como voz em um programa chamado Obrigada, Doutor.

 

Em 1959, quando tinha 21 anos, ajudou na implementação da TV no Rio Grande do Sul. No mesmo período, ele foi convidado a fazer um curso na TV Tupi e a assumir a direção da TV Piratini, a primeira emissora do Estado. Aos 23 anos, assumiu o cargo de Diretor de Programação da TV Gaúcha – atualmente a RBS TV – e conduzia o programa semanal Sempre aos Domingos.

Em 1972, ele foi o responsável pela primeira transmissão a cores do país. O marco na história da televisão brasileira, no dia 19 de fevereiro daquele ano, ocorreu durante a Festa da Uva, em Caxias do Sul, pela TV Difusora.

No mesmo ano, Reis foi diretor da TV Rio até 1976, quando o negócio declarou falência. Em seguida, retornou à TV Gaúcha e permaneceu até 1979, quando migrou para a TV Guaíba em 1983. No fim da década de 1980, passou pela Pampa e pela Bandeirantes até receber um convite para dirigir a programação da TVE, durante o governo de Alceu Collares.

Nos anos 2000, estreitou laços com a Rede Vida, assumindo a ancoragem de programas sobre saúde e o lado social. Em 2007, começou a lecionar aulas de radialismo na Feplam (Fundação Educacional e Cultural Padre Landell de Moura).

Em 2010, Sérgio começou a deixar a carreira dedicada à televisão para obter o título de Mestre.

Enquanto concluía o curso na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC/RS), ele apresentava programas de televisão na Rede Vida. Em 2013, começou a se dedicar exclusivamente à vida acadêmica. Com o título do Mestrado em mãos, passou a lecionar na  Univates a partir do primeiro semestre de 2013, com mediação do professor Leonel José de Oliveira.

Nos últimos anos, após se aposentar, se dedicava ao trabalho como professor universitário da Univates, onde lecionava três disciplinas. Por causa das complicações de saúde, se afastou da função em fevereiro de 2018.

Sérgio Reis morreu no Complexo Santa Casa, em Porto Alegre em 5 de dezembro de 2018, de insuficiência renal. Ele tinha 80 anos.

(Fonte: https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2018/12/06 – RIO GRANDE DO SUL – NOTÍCIA / Por G1 RS – 06/12/2018)

(Fonte: https://gauchazh.clicrbs.com.br/comportamento/gente/noticia/2018/12 – COMPORTAMENTO / GENTE / NOTÍCIA – 05/12/2018)

Share.