Fernando Vannucci, locutor, apresentador e comentarista esportivo, apresentou diversos programas, como Globo Esporte, RJTV, Esporte Espetacular, Jornal Nacional, Jornal Hoje e Fantástico

0
Powered by Rock Convert

Jornalista e apresentador ficou famoso pelo bordão ‘Alô, você!’, jornalista foi âncora de telejornais da Rede Globo, como o Globo Esporte.

 

Foi um dos maiores nomes do telejornalismo esportivo

 

 

Fernando Antonio Vanucci Braz (Uberaba, 5 de março de 1951 – Barueri, 24 de novembro de 2020), jornalista, radialista e apresentador.

 

Por duas décadas, o criador do bordão “Alô você!” se tornou uma das figuras mais reconhecidas e importantes do telejornalismo esportivo, tendo feito a cobertura de seis Copas do Mundo e cinco Olimpíadas além de narrar o Carnaval e apresentar diversos programas.

 

Vannucci trabalhou na TV Globo, Bandeirantes, TV Record e RedeTV!. Na Globo, apresentou programas de destaque como Globo Esporte, Esporte Espetacular, Jornal Nacional, Jornal Hoje e Fantástico. O jornalista esteve na cobertura de seis Copas do Mundo e cinco Olimpíadas, e ficou conhecido por seu bordão “Alô, você”.

 

Locutor, apresentador e comentarista esportivo, Vannucci trabalhou na Globo Minas entre 1973 e 1977. Em seguida, passou a trabalhar no Rio de Janeiro, apresentando diversos programas, como Globo Esporte, RJTV, Esporte Espetacular, Jornal Nacional, Jornal Hoje e Fantástico.

 

oexploradorPowered by Rock Convert

Na passagem pela Globo, Fernando Vannucci cobriu seis Copas do Mundo: 1978, 1982, 1986, 1990, 1994 e 1998. Ainda ficou marcado pela criação do bordão “Alô, você!”.

Ele também trabalhou em TV Bandeirantes, TV Record, Rede TV e Rede Brasil de Televisão.

Trajetória

Nascido em março de 1951, em Uberaba, no Triângulo Mineiro, Vannucci começou a trabalhar em rádio ainda adolescente. Na década de 70, entrou na TV Globo, em Minas Gerais, e depois foi transferido para a Globo do Rio de Janeiro. Na emissora, apresentou jornais como o Globo Esporte, RJTV, Esporte Espetacular, Gols do Fantástico, entre outros.

Na passagem pela Globo, Fernando Vannucci cobriu seis Copas do Mundo: 1978, 1982, 1986, 1990, 1994 e 1998 e ficou marcado pela criação do bordão “Alô, você!”.

Além do esporte, o apresentador também participou de várias coberturas de carnaval na Globo, sempre mostrando um estilo único e descontraído.

Fernando Vannucci também trabalhou nas emissoras TV Bandeirantes, TV Record, Rede TV. Desde 2014, ele atuava como editor de esportes na Rede Brasil de Televisão. A emissora divulgou uma nota no fim da tarde lamentando a morte do apresentador, descrito como “simpático, vivaz e falante”

O apresentador reforçou a cobertura do UOL na Copa do Mundo de 2018. Ele apresentou o programa “A Rússia é logo ali”, que comentou as principais notícias da seleção brasileira durante o torneio.

“Só de estar vivendo e trabalhando em uma Copa do Mundo, para mim, é uma grande coisa. Copa do Mundo é Copa do Mundo! Muita gente fala dos problemas do Brasil, que ninguém liga para Copa, mas quando começar, tudo muda. É um grande desafio, mas um desafio legal, algo que nunca fiz”, comemorou Vannucci à época.

 

O nome do programa, “A Rússia é logo ali”, é uma referência ao vídeo de 2006 em que o apresentador, então na Rede TV, comentou o fim do Mundial daquele ano, com a Itália campeã e o Brasil foi eliminado pela França. “A África do Sul também não é assim tão longe, é logo ali”, disse o apresentador durante o programa Bola na Rede, na RedeTV!.

Fernando Vannucci faleceu em 24 de novembro de 2020, aos 69 anos, no hospital em Barueri, na Grande São Paulo.

Em 2019, Vannucci sofreu um infarto e ficou internado no Hospital Oswaldo Cruz, onde passou por uma angioplastia coronária. Ele chegou a colocar um marcapasso.

Em 2001, foi operado do coração e, em 2004, colocou um stent (pequenas próteses que podem ser colocadas dentro das artérias para “alargar” e evitar o bloqueio dos vasos sanguíneos.

“Acredito que o legado dele é grande. Até a Copa de 1986, que foi o grande momento profissional que ele teve, a virada profissional da carreira dele, a maneira de se fazer esporte na televisão era uma e hoje é outra, completamente diferente. E acho que ele teve muita responsabilidade nisso. Se hoje o esporte é apresentado de uma forma descontraída, informal, ele tem muita parte nisso, porque, até então, o apresentador do Globo Esporte usava terno e gravata”, disse o filho, Fernandinho Vannucci.

“Meu pai fez parte de uma geração de vozes de ouro. Quando se fala em narradores, é impossível não mencionar o nome de Galvão Bueno, Luciano do Valle, Osmar Santos. Da mesma forma os apresentadores, onde é natural que venha rapidamente o nome do meu pai, como o do Léo Batista e de tantos outros. Essa maneira marcante que deu a ele um estilo meio que único e pioneiro. É um grande legado e talvez tenha feito ele ultrapassar as fronteiras do esporte e se enveredar também para o carnaval”, conta o orgulhoso filho.

(Fonte: https://www.uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias/2020/11/24 – ESPORTE / FUTEBOL / ÚLTIMAS NOTÍCIAS / por Eduardo Lucizano e Leandro Pinheiro Do UOL e colaboração para o UOL, em São Paulo – 24/11/2020)

(Fonte: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2020/11/24 – SÃO PAULO / NOTÍCIA / Por Carolina Andrade, Fernanda Santos, Wagner Vallim e Glauco Araújo, G1 SP e TV Globo – 24/11/2020)

(Fonte: https://globoesporte.globo.com/sp/futebol/noticia – FUTEBOL / NOTÍCIA / Por Redação do ge — São Paulo – 24/11/2020)

(Fonte: Zero Hora – ANO 57 – N° 19.875 – 25 DE NOVEMBRO DE 2020 – MEMÓRIA / TRIBUTO – Pág: 31)

Powered by Rock Convert
Share.