Chester Himes, escritor que transformou em ficção, o viveu na própria carne, assim como o escritor francês Jean Genet

0
Powered by Rock Convert

Chester Bomar Himes (Jefferson City, Missouri, 29 de julho de 1909 – Moraira, Alicante, 12 de novembro de 1984), escritor norte-americano, autor de novelas policiais.

Muito daquilo que transformou em ficção, o negro americano Himes viveu na própria carne, assim como o escritor francês Jean Genet.

A carreira literária de Himes também começou na prisão, enquanto cumpria uma pena de sete anos por roubo de joias.

Powered by Rock Convert

Posto em liberdade em 1935, desempenhou várias profissões até que em 1945 publica sua primeira novela If He Hollers Let Him Go!, que obteve grande sucesso e que permitiu que se dedicasse a partir de então à literatura.

Suas histórias batem sempre de frente dos conflitos entre negros e brancos. Em Um Homem em Fuga envolve as peripécias de um operário negro que se torna a única testemunha de um assassinato de dois outros negros por um policial branco num subúrbio da cidade de Nova York. Maniqueísta, Chester Himes não hesita em identificar os brancos com o mal e os negros com o bem. Numa prosa cinematográfica, o autor abusa da violência e da velocidade.

Em 1969, Himes passou a viver em Moraira, localidade do município de Teulada, província de Alicante, Espanha, onde faleceu em julho de 1984.

(Fonte: Veja, 21 de agosto de 1996 – ANO 29 – N° 34 – Edição 1458 – LIVROS/ Por ANGELA PIMENTA – Pág: 104)

Powered by Rock Convert
Share.