Augusto de Lima, poeta e governador interino de Minas Gerais, um dos últimos a governar o Estado tendo Ouro Preto como capital

0
Powered by Rock Convert

 

 

 

 

Augusto de Lima (Nova Lima, então Congonhas de Sabará, 5 de abril de 1859 – Rio de Janeiro, 22 de abril de 1934), jornalista, jurista, poeta e governador interino de Minas Gerais, em 1891, um dos últimos a governar o Estado tendo Ouro Preto como capital.

Antonio Augusto de Lima, contribuiu de forma decisiva para a chegada de uma estrada de ferro na cidade no alto São Francisco.

Formou-se em 1882 na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, onde foi colega de seu irmão, Bernardino de Lima.

Como Governador de Minas Gerais (1891), decidiu a mudança da capital do estado de Ouro Preto para Belo Horizonte.

Em 1903 foi eleito membro da Academia Brasileira de Letras, sendo eleito seu presidente em 1928.

Em 1906, foi eleito deputado federal, mudando para Rio de Janeiro, onde se casou com Vera Monteiro de Barros de Suckow, neta do major Hans Wilhelm von Suckow. Continuou no cargo sendo re-eleito diversas vezes e participou ativamente do Governo Revolucionário de 1930 até vir a falecer em 1934.

oexploradorPowered by Rock Convert

A poesia de Augusto de Lima mostra uma forte vertente panteísta, e faz questionamentos existenciais aliados a um ponto de vista ético e universalista.

 

(Fonte: Veja, 25 de agosto de 1982 -– Edição 729 –- ARTE/ Por CASIMIRO XAVIER DE MENDONÇA -– Pág: 141/142)

 

 

 

 

 

 

 

Powered by Rock Convert
Share.