“A tarde cai. O vento abranda. O ar escurece.” Olavo Bilac, poeta brasileiro (1865-1918)

0
Powered by Rock Convert

 

 

 

 

 

“A tarde cai. O vento abranda. O ar escurece.”

Olavo Bilac, poeta brasileiro (1865-1918)

 

 

(Fonte: Zero Hora – ANO 51 – Nº 18.055 – JÁ FOI DITO – 20 de março de 2015 – Pág: 48)

 

Share.