A primeira equipe de bobsled de um país africano a se classificar para os Jogos Olímpicos de Inverno

0

A primeira equipe de bobsled de um país africano a se classificar para os Jogos Olímpicos de Inverno

NIGÉRIA ABAIXO DE ZERO

Histórico

Ngozi Onwumere, Akuoma Omeoga e Seun Adigun posam para as câmeras em Lagos

Ngozi Onwumere, Akuoma Omeoga e Seun Adigun posam para as câmeras em Lagos: o trio nigeriano forma a primeira equipe de bobsled de um país africano a se classificar para os Jogos Olímpicos de Inverno. Elas são também as primeiras atletas da história da Nigéria a participar do evento.

 

Do sonho à realidade

Seun Adigun

Adigun (dir.), de 31 anos, é a fundadora e líder da equipe: “Os nigerianos estão muito empolgados”, ela afirma. Nascida em Chicago, filha de pais nigerianos, ela teve a ideia de transformar corredoras de atletismo em um trio de bobsled há três anos. Primeiro, convenceu sua colega de classe na Universidade de Houston Onwumere (esq.), depois as duas foram buscar Omeoga na Universidade de Minnesota.

 

Nascidas para correr

 

Ngozi Onwumere, Akuoma Omeoga e Seun Adigun

 

As três começaram a carreira no atletismo. Adigun chegou a participar dos Jogos de Londres em 2012, nos 100 metros com barreiras. Ela conta que, após o evento, achava que sua carreira como atleta estava acabada, até que, em 2015, a equipe olímpica americana a abordou. Adigun treinou um ano de bobsled até iniciar as conversas com as autoridades nigerianas sobre a criação de uma equipe de inverno.

 

Comparação bem-vinda

 

Famosa equipe jamaicana de 1988

 

O trio abraçou as comparações com a famosa equipe jamaicana de 1988, também composta por ex-corredores. Os jamaicanos foram a sensação do evento em Calgary, conquistando a torcida no papel de azarões de um país tropical. Numa história que virou filme em 1993 (“Jamaica abaixo de zero”) eles raramente tinham a chance de treinar numa pista oficial e usavam trenós descartados por outras equipes.

 

Marketing

 

As nigerianas

 

As nigerianas tiveram que embarcar numa campanha de marketing pessoal para manter o sonho olímpico vivo. Tiveram que criar uma federação nigeriana de bosbled, que, naturalmente, não existia, e o primeiro trenó foi construído a pedido da própria Adigun em Houston. Elas só conseguiram comprar uniformes, capacetes e passagens aéreas com ajuda de uma campanha de financiamento online.

 

Dura competição

 

Ngozi Onwumere, Akuoma Omeoga e Seun Adigun fazem parte da primeira equipe feminina da Nigéria – o bobsled

 

Agora, elas estão classificadas para os Jogos Olímpicos de Pyeongchang, onde devem enfrentar uma dura competição, inclusive por parte da primeira equipe feminina da Jamaica – desde 1988, o bobsled virou espécie de tradição entre atletas do país caribenho. Mas o trio nigeriano acredita em uma medalha.

 

(Fonte: http://www.dw.com/pt-br – Deutsche Welle – NIGÉRIA ABAIXO DE ZERO / Por Autoria: Elizabeth Schumacher – 05/02/2018)

Share.