Único nadador da história a baixar a marca de 47s nos 100m livre

0
Powered by Rock Convert

Único nadador da história a baixar a marca de 47s nos 100m livre

Único campeão olímpico da natação brasileira, César Cielo conquistou a primeira medalha dourada do país em mundiais após 27 anos

oexploradorPowered by Rock Convert

Ouro com recorde mundial
Ele bem que tentou segurar as lágrimas que insistiam em cair quando o hino brasileiro começou a tocar no Foro Itálico, em Roma.
Mas a emoção por outra vez ter alcançado um feito inédito para o país prevaleceu. Do alto do pódio, com a medalha de ouro no peito, César Cielo chorou ao dar-se conta de que, além de campeão mundial dos 100m livre, ele havia se tornado
o recordista da prova com 46s91.
Único nadador da história a baixar a marca de 47s nos 100m livre, Cielo lembrou que o sucesso veio após muito, mas muito esforço. “Foi um trabalho muito duro. Não é fácil ficar isolado nos Estados Unidos. Se pudesse, dividiria essa medalha em 1 milhão de pedaços, pois tem muita gente envolvida”, desabafou.
A dedicação de Cielo foi reconhecida até mesmo pelos adversários. O francês Alain Bernard, campeão dos 100m em Pequim, não considerou o segundo lugar um fracasso. “César foi mais forte e nadou mais rápido que todos nós. Por isso, ele merecia ganhar”, explicou o atleta que ontem marcou 47s12. A medalha de bronze foi para outro francês: Fréderick Bousquet, com o tempo de 47s25.
O recorde mundial que pertencia ao australiano Eamon Sullivan (47s05), porém, não foi a única marca superada por Cielo. O ouro nos 100m livre interrompeu um jejum de 27 anos sem títulos para a natação brasileira em mundiais. A última
medalha havia sido ganha por Ricardo Prado, em 1992, nos 400m medley. Ontem, ele se rendeu ao talento de Cielo. “Ele me superou. É o melhor velocista do mundo”, disse. Sexto nadador brasileiro a bater um recorde mundial, o paulista de
Santa Bárbara d’Oeste impressionou até o maior atleta olímpico de todos os tempos. “Quando vi César Cielo eu tive certeza de que eu não ganharia esta prova. Ele é o melhor e ninguém o venceria”, afirmou o norte-americano Michael Phelps, dono de oito ouros olímpicos.

(Fonte: Correio do Povo – Ano 114 – Nº 304 – Esportes – sexta-feira, 31 de julho de 2009 – Pág; 27)

Powered by Rock Convert
Share.