A primeira mulher brasileira a ganhar uma medalha no Mundial de Esportes Aquáticos

0
Powered by Rock Convert

Primeira brasileira a ganhar a medalha em Mundial

Pelas braçadas de uma mulher o Brasil interrompeu um longo período de 15 anos sem conquistas no Mundial de Esportes Aquáticos

oexploradorPowered by Rock Convert

A façanha coube a Poliana Okimoto, que obteve o terceiro lugar na prova de 5 km da maratona aquática com o tempo de 56min59s. Ela também se tornou a primeira mulher brasileira a ganhar uma medalha na competição. O último pódio do país no Mundial foi em 1994, quando Gustavo Borges, no 100m livre, e Fernando Scherer com Teófilo Ferreira, Gustavo Borges e André Teixeira no revezamento 4x100m livre ganharam o bronze.
Poliana precisou de fôlego para garantir o pódio. Após ultrapassar a russa Ekatarina Seliverstova, teve de medir braçadas com a espanhola Yurema Requena. Na última boia, as duas vieram lado a lado, mas a brasileira conseguiu uma arrancada final e chegou centésimos de segundo antes que a rival.
O suspense se repetiu entre as duas primeiras colocadas, pois a australiana Melissa Gorman bateu a russa campeã olímpica, Larissa Ilchenko, por menos de um segundo.
Já no pódio, Poliana descreveu o final da prova:
– É uma honra quebrar esse jejum de 15 anos sem medalhas para toda a natação. Só nos últimos 200 metros consegui ficar na briga pela medalha de bronze. Aí pensei que o Brasil é mais garra, é mais força e é assim que a gente tem que ser na prova.

A brasileira Poliana Okimoto não é uma ótima nadadora por causa da medalha de bronze que ganhou dia 21 de julho de 2009. É que a prova dela é difícil mesmo.
Na maratona aquática, os atletas nadam no mar.
Mas, antes de chegar ao mar, eles saem correndo da areia, se atiram na água e saem nadando todos meio amontoados.
Então, além de enfrentar as ondas, ainda nadam a distância de cinco quilômetros (é como ir e voltar cem vezes na piscina do clube, que normalmente tem 25 metros de comprimento).
E ela é a primeira brasileira a ganhar a medalha em Mundial.

(FONTE: Zero Hora, Esporte/ Natação – Nº16. 030 – Ano 46 – Pág. 44 – 22/07/2009)

Powered by Rock Convert
Share.