Wilson Vianna, o Capitão Aza que fez sucesso no seriado infantil que levava o mesmo nome na TV Tupi nos anos 60 e 70

0
Powered by Rock Convert

Wilson Vianna, o “Capitão Aza”

Foi um dos precursores dos programas infantis no Brasil

 

 

Capitão Aza – Foi um dos precursores dos programas infantis no Brasil (MOURO ARTE / DIREITOS RESERVADOS)

 

 

 

Wilson Vasconcelos Vianna (nascido no Rio de Janeiro em 27 de fevereiro de 1928 – 3 de maio de 2003), ator carioca, o Capitão Aza do seriado da Tupi nos anos 70, que fez sucesso no seriado infantil que levava o mesmo nome na TV Tupi nos anos 60 e 70.

 

Vianna atuou em 63 filmes e era delegado de polícia aposentado. O seriado “Capitão Aza” começou a ser exibido em 1966.

 

O nome Aza, com “z”, teria sido criado para homenagear um herói da Força Aérea Brasileira que lutou na Segunda Guerra Mundial.

 

Em um uniforme de piloto, a bordo de uma nave espacial, o ator Wilson Vianna comandou por mais de uma década na TV Tupi o programa infantil que encantou a geração que hoje está na faixa dos 40 anos.

 

Vianna também trabalhou como ator em 63 filmes no Brasil e no exterior, e era delegado de polícia aposentado.

 

De 1966 a 1979, Vianna fez muito sucesso na TV Tupi na pele do personagem Capitão Aza, um herói que usava uniforme de aeronáutica, capacete de piloto com duas asinhas desenhadas, óculos de lentes negras e diversas medalhas. “Alô, alô, alô, Sumaré! Alô, alô, Embratel! Alô,alô, Intelsat 4! Alô, alô, criançada do meu Brasil! Aqui fala o Capitão Aza, comandante-em-chefe das forças armadas infantis deste Brasil!” era o brado inconfundível de abertura de seu programa diário, que apresentava desenhos animados e séries hoje consideradas clássicas, como “A feiticeira”, “Jeanne é um gênio”, “Speed Racer” e “Corrida maluca”.

 

Wilson Vianna morreu em 3 de maio de 2003, aos 75 anos, Bonito.

O ator teve um enfarte enquanto viajava pelo Mato Grosso do Sul com sua família.

(Fonte: https://www.terra.com.br/istoegente/197/aconteceu – Edição 197 – ACONTECEU – TRIBUTO / por Dirceu Alves Jr. – 12/05/2003)

(Fonte: http://jornalnacional.globo.com/Telejornais/JN/ – TELEJORNAIS / JORNAL NACIONAL / 03/05/03)

(Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ ILUSTRADA / da Folha Online – 04/05/2003)

oexploradorPowered by Rock Convert

Copyright Folha de S.Paulo. Todos os direitos reservados.

 

 

 

 

 

 

 

O seriado “Capitão Aza”

Com o lema “Aqui fala o Capitão Aza, comandante em chefe das Forças Armadas infantis deste Brasil”, Wilson Vianna abria os capítulos do seriado que levou o nome do personagem e fez sucesso entre as crianças dos anos 60 e 70.

 

O programa era transmitido pela TV Tupi de segunda a sexta e durou 14 anos, de 1966 a 1979.

 

O Capitão Aza usava uniforme da Aeronáutica e capacete com asinhas desenhadas e óculos escuros. Ele iniciava o programa em um disco voador e fazia contagem regressiva, o que mais tarde inspirou a apresentadora Xuxa, em seu programa “Xou da Xuxa”, na TV Globo.

 

O nome Aza, com “z”, teria sido criado para homenagear um herói da Força Aérea Brasileira que lutou na Segunda Guerra Mundial, conhecido como coronel Azambuja.

 

Além do sucesso na TV, o Capitão Aza gravou um compacto com a cantora Martinha nos anos 70.

 

Por causa do personagem, o ator Wilson Vianna recebeu a medalha do Mérito de Santos Dumont, concedida pela Aeronáutica Brasileira, e o diploma de Capitão Benemérito do Estado do Rio de Janeiro.

 

Em 1997, foi lançado o livro “A Vida Trepidante de Wilson Vianna, O Capitão Aza”, de Dora Mendonça, pela editora Topbooks, que conta detalhes da história do ator e de seu personagem mais famoso.

(Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada – ILUSTRADA / Por LETÍCIA JARDIM GUEDES da Folha Online – 04/05/2003)

Copyright Folha de S.Paulo. Todos os direitos reservados.

Powered by Rock Convert
Share.