Terenci Moix, escritor catalão, era um apaixonado pela cultura egípcia antiga

0
Powered by Rock Convert

Terenci Moix (Barcelona, 5 de janeiro de 1942 – 2 de abril de 2003), escritor catalão, foi um dos mais importantes da atualidade na Espanha

O escritor espanhol Terenci Moix, era um apaixonado pela cultura egípcia antiga, e um produtivo escritor cujo maior sucesso foi No Digas que Fue Um Sueño, que vendeu um milhão de cópias e recebeu o Prêmio Planeta, um dos mais cobiçados prêmios literários da Espanha, em 1986. O romance contava uma história de amor entre Cleópatra e Marco Antônio. O Egito antigo foi tema de muitos livros de Moix, inclusive de seu último, El Arpista Ciego, pelo qual ele foi premiado em 2002.

Terenci Moix fotografado em sua casa / (Foto: CARLES RIBAS)

Terenci Moix fotografado em sua casa / (Foto: CARLES RIBAS)

O primeiro nome de Moix era, na realidade, Ramon. Ele adotou o pseudônimo Terenci em homenagem ao poeta satírico  romano Publius Terentius.

O escritor, que mudou seu nome real para Terenci em homenagem ao poeta latino Terencio, nasceu em Barcelona em janeiro de 1942, apesar de gostar de dizer que era de Alexandria, mostrando a paixão pelo Egito que lhe inspirou várias obras. Em 1986, venceu a 25a. Edição do Prêmio Planeta com seu romance ‘Não diga que foi um sonho’, uma história de amor entre Marco Antônio e Cleópatra, que vendeu mais de um milhão de exemplares.

oexploradorPowered by Rock Convert

A partir de então, Terenci Moix foi um dos escritores mais lidos da Literatura Espanhola, acompanhado por seus leitores por sua dedicação a temas como o antigo Egito e também o cinema, outra das grandes paixões do literato.

Terenci Moix morreu aos 61 anos, em sua casa de Barcelona, dia 2 de abril de 2003. Sua irmã, a também escritora Ana Maria Moix, estava com ele. Moix, que há anos sofria uma obstrução pulmonar crônica, saiu há quinze dias da clínica Teknon de Barcelona, na qual passou várias temporadas, e estava fazendo tratamento domiciliar. Ramon Moix era fumante, o que agravou a doença.

Maruja Torres, escritora e jornalista espanhola que era amiga de Terenci Moix, disse que o escritor passou seus últimos dias lendo e se atualizando sobre os últimos acontecimentos.

(Fonte: http://www.24horasnews.com.br/noticias – Notícias – Esportes – France Press – 02/04/2003)

(Fonte: http://cultura.estadao.com.br/noticias/geral – 20030402p225 – CULTURA – LITERATURA – 2 Abril 2003)

Powered by Rock Convert
Share.