Robert Morris, cientista, criptógrafo, criptoanalista e desenvolvedor old-school do UNIX, foi um dos primeiros articuladores de um dos primeiros “ciberataques” documentados

0

 

Robert Morris, foi um dos criadores do Unix

 

 

Robert Morris, foi um dos envolvidos na criação do Sistema Operativo Unix. (Foto: DIREITOS RESERVADOS)

 

Robert Morris, foi um dos envolvidos na criação do Sistema Operativo Unix

 

Robert Morris, foi um dos principais colaboradores para o desenvolvimento do Unix, a base de importantes sistemas operacionais da computação moderna.

 

Matemático e criptógrafo estava entre os maiores especialistas em segurança de computadores dos EUA e um dos principais desenvolvedores do amplamente utilizado sistema operacional Unix.

 

Decorria o ano de 1970 quando, nos laboratórios da AT&T, foi criado o lendário sistema Unix e Robert fazia parte da equipe responsável pelo seu desenvolvimento.

 

Como criptografo, Robert teve um papel preponderante no desenvolvimento da biblioteca matemática do sistema, na estrutura de passwords e na encriptação de dados.

A sua pesquisa continuou durante os anos 70, acabando por ser contratado pela Agência Nacional de Segurança (NSA) dos Estados Unidos como um dos primeiros especialistas em segurança computacional.

 

Ele foi um cientista e criptógrafo brilhante, como pesquisador da Bell Labs da década de 60 até 1986 ele realizou várias contribuições para o Unix e depois como pesquisador e cientista-chefe do NSA, especula-se que ele foi um dos precursores da modernização das técnicas de criptoanálise dentro desta mitológica agência. Entre outras coisas estando envolvido na produção da Rainbow Series.

 

      Na categoria de cientista-chefe do NSA ele foi um dos primeiros articuladores de um dos primeiros “ciberataques” documentados, realizado em 1991 contra o Exército do Iraque. Quando o ataque foi “divulgado” ele não ganhou grande status, pois ele foi considerado como mais um ataque de guerra eletrônica, já dentro desta tipificação moderna de guerra cibernética ele foi um dos pioneiros.

 

      Aliás, dentro da mitologia do NSA, acredita-se que o worm Morris, não foi desenvolvido pelo Robert Tappan Morris (filho) mas sim pelo pai, que realizava pesquisa de malwares já a muitos anos e o tal artefato foi uma experiência coordenada pelo NSA.

 

Morris começou a trabalhar com o Unix nos Laboratórios Bell, da AT&T;, no início dos anos 1970, e foi o principal contribuidor para o desenvolvimento da linguagem matemática do sistema. Para se ter uma ideia da importância do sistema Unix, ele é a base da computação moderna, sendo o centro de sistemas como o Linux e o Mac OSX, além de sistemas operacionais móveis, como o iOS, da Apple, e o Android, do Google.

 

 

Outros fatos interessantes da vida estão relacionados com o governo dos Estados Unidos e com seu filho. No final dos anos 70, ele havia escrito um artigo com um colega, sobre criptografia, mas recebeu um “pedido” da NSA (National Security Agency) para que não publicasse o trabalho, alegando que seria um risco à segurança dos sistemas de criptografia da época.

 

 

Em 1988, seu filho ficou famoso por desenvolver um dos primeiros worms capazes de se distribuir pelos computadores ligados por uma incipiente internet. Morris acabou convencendo seu filho a se entregar ao FBI, que o condenou a uma pena leve, uma multa de U$ 10 mil (cerca de R$ 15 mil) e trabalhos comunitários.

 

 

Morris também era considerado um dos primeiros cibercombatentes, tendo um importante papel nos meses que precederam a Primeira Guerra do Golfo contra Sadam Hussein, em 1991.

 

Robert Morris morreu aos 78 anos, em 26 de junho de 2011, complicações da demência, em um hospital na cidade de Lebanon, no estado norte-americano de Tennessee, no Condado de Wilson, após muitas contribuições a ciência da computação, criptografia e sistemas de defesa digitais.

 

Robert deixa uma importante marca na história da tecnologia.

(Fonte: https://www.terra.com.br/noticias/tecnologia/hardware-e-software – NOTÍCIAS / TECNOLOGIA / HARDWARE E SOFTWARE – 1° JUL 2011)

(Fonte: http://exameinformatica.sapo.pt/noticias/2011-07-01- NOTÍCIAS / Por CELSO MIRANDA – 01.07.2011)

Share.