Renato Bastos Ribeiro, economista e empresário gaúcho, ex-proprietário do jornal Correio do Povo, da Rádio Guaíba e da TV Guaíba

0
Powered by Rock Convert

Economista foi proprietário do Correio do Povo, da Rádio Guaíba e da TV Guaíba

 

Renato Bastos Ribeiro (31 de janeiro de 1944 – Porto Alegre, 20 de setembro de 2019), economista e empresário gaúcho, ex-proprietário do jornal Correio do Povo, da Rádio Guaíba e da TV Guaíba.

 

 

Renato Ribeiro foi proprietário das três empresas jornalísticas até fevereiro de 2007, quando foram vendidas ao Grupo Record. Foi ele o responsável pelo renascimento do Correio do Povo, que deixou de circular por dois anos, entre 1984 e 1986.

 

Ribeiro foi proprietário das três empresas jornalísticas até fevereiro de 2007, quando foram vendidas ao Grupo Record. Foi ele o responsável pelo renascimento do Correio do Povo já que, a partir de 1979, a Companhia Jornalística Caldas Júnior começou a enfrentar dificuldades, por conta da elevada dívida assumida para a instalação da TV Guaíba. Foi um período em que as portas de novos financiamentos se fecharam no Brasil, devido à primeira crise internacional do petróleo, e a inflação recrudesceu.

 

Powered by Rock Convert

 

Em 16 de junho de 1984, o Correio deixou de circular, somente retornando em 31 de agosto de 1986, já sob o controle do empresário, após 22 meses fechado. Em 26 de maio de 1987, passou a ser um tabloide e experimentou novas inovações tecnológicas. Foi sob seu comando que, em 1997, o Correio entrou na internet com o site CP.Net que replicava todo o conteúdo do jornal impresso para os assinantes. Também na década de 90, a impressão do jornal passou a ser realizada em três parques gráficos, simultaneamente, com transmissão via satélite.

 

Renato Ribeiro salvou o jornal, que quebrou nas mãos do seu controlador, o empresário Breno Caldas. O editor trabalhou com o empresário durante 10 anos, até entrar em conflito com ele, que na época apoiou a candidatura de Tarso Genro ao Piratini, contra a candidatura de Antonio Brito, apoiada pelo editor. Brito entrou em rota de colisão com Renato Ribeiro ao não atender suas pretensões sobre a CRT e o porto de Rio Grande.

 

Ele fez fortuna com o agro, tanto na indústria quanto como produtor e exportador, possuindo negócios no Brasil e nos Estados Unidos.

Renato Bastos Ribeiro faleceu de causas naturais em 20 de setembro de 2019, aos 75 anos, em Porto Alegre.

(Fonte: GAÚCHAZH – 20/09/2019)

(Fonte: Correio do Povo – NOTÍCIAS / GERAL / Por Luciamem Winck – 20/09/2019)

Powered by Rock Convert
Share.