Protagonizou o primeiro filme sonoro mexicano

0
Powered by Rock Convert

Protagonizou o primeiro filme sonoro mexicano

 

A atriz se consagrou na adaptação estrelada por Bela Lugosi de “Drácula”, em 1931.

 

 

Lupita Tovar, foi uma atriz mexicana, famosa por ter protagonizado Santa, o primeiro filme sonoro mexicano (Imagem: Divulgação)

 

Lupita Tovar, atriz de Drácula

 

 

Lupita Tovar, foi uma das primeiras estrelas latinas de Hollywood.

 

Lupita Tovar (Oaxaca, 27 de julho de 1910 – Los Angeles, 12 de novembro de 2016), atriz mexicana, ficou famosa por estrelar a versão em língua espanhola de Drácula, em 1931. Foi uma das primeiras estrelas latinas de Hollywood.

Lupita foi descoberta pelo documentarista Robert Flaherty na capital mexicana, durante uma competição para revelar atrizes de cinema. Ela ficou em 1º lugar e, como prêmio, foi convidada a filmar nos EUA, mudando-se para Los Angeles na companhia da avó materna em 1928.

Seu primeiro contrato foi com os estúdios Fox, participando de filmes mudos, em que deveria demonstrar diversos talentos. Por isso, precisou aprender a tocar violão e ter aulas de dança, além de estudar inglês, uma língua que ela mal falava. Mas se dedicou arduamente, visando conquistar um novo contrato. Ela conseguiu seu objetivo, assinando com a Universal, mas para filmar em espanhol.

Muitos de seus primeiros trabalhos se perderam, como “A Mulher Enigma” (1929), em que contracenou com Bela Lugosi. Mas, por coincidência, ela acabou ficando mais conhecida justamente num filme que todos relacionam a Lugosi.

Na época, os estúdios começavam a perceber que o mercado de cinema não se restringia aos EUA e passaram a fazer versões alternativas de seus lançamentos faladas em espanhol. Assim, simultaneamente à filmagem do clássico “Drácula” (1931) de Lugosi, a Universal realizou um “Drácula” (1931) com diretor e atores mexicanos, aproveitando os mesmos cenários. Lupita interpretou Eva, a versão mexicana da protagonista Mina, numa produção em que os personagens tinham nomes espanholizados – Juan Harker, Lucía, etc.

Além deste terror clássico, ela participou de “A Vontade do Morto” (1930), versão em espanhol de “Meia Noite em Ponto” (1930). E, por sinal, o produtor que teve a ideia de realizar esses remakes, o tcheco Paul Kohner, acabou se apaixonando e se casando com a atriz em 1932.

Aos poucos, a Universal começou a escalar Lupita em filmes falados em inglês, como na aventura “A Leste de Bornéu” (1931), com direção de George Melford, e o western “A Lei da Fronteira” (1931), em que viveu a protagonista, ao lado do cowboy Buck Jones.

Com status de estrela, Lupita foi convidada a voltar ao México para protagonizar “Santa” (1932), o primeiro filme mexicano sonoro – isto é, que tinha som e imagem sincronizados na mesma tira de celuloide. No melodrama, Lupita vivia uma jovem inocente que, após ter um caso com um soldado, tornava-se tragicamente uma prostituta. Fez tanto sucesso que o governo mexicano chegou a emitir um selo postal em sua homenagem, com Tovar caracterizada como Santa.

oexploradorPowered by Rock Convert

Após um breve hiato para curtir o casamento e ter a primeira filha, Lupita voltou a Hollywood com a comédia clássica “Fanfarronadas” (1936), ao lado do mestre do humor Buster Keaton, que foi outro grande sucesso.

Ela ainda participou do filme de guerra “Bloqueio” (1938), com Henry Fonda, protagonizou o western “Valentia de Gringo” (1939), com George O’Brien, e coestrelou “South of the Border” (1939) com o cowboy cantor Gene Autry, “Inferno Verde” (1940), com Douglas Fairbanks Jr., e “O Galante Aventureiro” (1940), com Gary Cooper, antes de engravidar do segundo filho e se aposentar cinco anos depois com o filme B de mistério “O Médico Destemido” (1945).

A atriz mexicana estrelou a versão em língua espanhola de 1931 de Drácula, que foi filmada simultaneamente com a famosa versão de Bela Lugosi.

Nascida em Oaxaca, em México, Lupita Tovar participou de filmes mudos na Fox antes de se transferir para a Universal Studios e estrelar “The Cat Creeps”. Na versão espanhola de “Drácula”, a atriz interpretou Eva Seward ao lado do mito Bela Lugosi. “Santa” (1932), “The Invader” (1936) com Buster Keaton, “Blockade” (1938) com Henry Fonda, “South of the Border” (1939) com Gene Autry e “The Westerner “(1940) com Gary Cooper foram outros longas estrelados por ela.

 

Lupita Tovar em Drácula (1931)

 

Outro de seus sucessos foi “Santa” (1931), primeiro projeto mexicano falado. Também trabalhou em “Fanfarronadas” (1935), “Bloqueio” (1938), “La Voluntad del Muerto” (1930), “Two Gun Sheriff” (1941) e “The Fighting Gringo” (1939).

Em 1932, a mexicana casou com o produtor tcheco Paul Kohner, o qual se tornou em agentes de grandes estrelas de Hollywood como, por exemplo, Greta Garbo, John Huston, Lana Turner e Ingmar Bergman. A filha de Lupita, Susan Kohner, seguiu a carreira da mãe e foi indicada ao Oscar por “Imitação da Vida”, de Douglas Sirk. Os netos dela, Chris Weitz e Paul Weitz, também receberam indicações ao prêmio da Academia por “O Grande Garoto”.

A filha de Lupita Tovar é Susan Kohner, que ganhou uma indicação ao Oscar por retratar a jovem que rejeita sua mãe negra (Juanita Moore) e tenta passar-se como branca no melodrama de Douglas Sirk, de 1959, Imitação da Vida.

Ao sair de cena, a atriz deixou uma herdeira, a filha Susan Kohner, que seguiu a carreira da mãe e foi indicada ao Oscar por “Imitação da Vida” (1959), de Douglas Sirk. Além disso, os filhos de Susan também se destacaram no cinema, mas em outras funções, escrevendo e dirigindo filmes. Indicados ao Oscar pelo Roteiro de “O Grande Garoto” (2002), os irmãos Chris e Paul Weitz são netos de Lupita.

A atriz também é avó dos escritores de filmes de Hollywood, os irmãos Chris Weitz e Paul Weitz. Ambos foram nomeados para um Oscar por escrever Um Grande Garoto, filme de 2002 estrelado por Hugh Grant.

Lupita Tovar morreu de causas naturais, em novembro de 2016 aos 106 anos, em Los Angeles.

(Fonte: https://cinema.uol.com.br/noticias/redacao/2017/06/23 – ENTRETENIMENTO – Filmes e séries/ Por André Nery /Colaboração para o UOL – 23/06/2017)

(Fonte: https://observatoriodocinema.bol.uol.com.br/noticias/2016/11 – FILMES/ POR AMANDA AVELINO – 13/11/2016)

(Fonte: http://www.cineset.com.br – NEWS/ Por Cine Set – 13 de novembro de 2016)

(Fonte: http://pipocamoderna.com.br/2016/11 – FILMES/ Por  – 14/11/2016)

Powered by Rock Convert
Share.