Phil May, líder da Pretty Things e ídolo de Bowie e Hendrix

0
Powered by Rock Convert

Phil May, líder da Pretty Things e ídolo de Bowie e Hendrix

 

  • Banda surgida nos anos 1960 tinha fãs como David Bowie e Jimi Hendrix

 

  • O disco ‘SF Sorrow’, de 1968, é considerado a primeira ópera rock da história

Nascido em Dartford, Kent, May formou os Pretty Things em 1963 juntamente com o guitarrista Dick Taylor.

 

 

Philip Arthur Dennis Kattner (Dartford, Kent, Inglaterra, 9 de novembro de 1944 – King’s Lynn, Norfolk, Inglaterra, 15 de maio de 2020), vocalista da banda britânica The Pretty Things.

 

A Pretty Things, que foi formada por May e pelo guitarrista Dick Taylor em 1963, colecionava fãs famosos como David Bowie e Jimi Hendrix, além de ser citada como influência para bandas como The Rolling Stones, Ramones, Aerosmith e Kasabian.

 

Nos primeiros anos, a banda alcançou o sucesso com as canções Cry To Me, Don’t Bring Me Down e Honey I Need. A sonoridade do grupo, baseada em ópera rock, atraiu o interesse em artistas como Jimi Hendrix e David Bowie, além de influenciar muitas bandas como o Aerosmith e os Rolling Stones.

 

 

Ícone da contracultura

 

Além de May e Taylor, a Pretty Things contava com John Stax, Brian Pendleton e Viv Andrews em sua formação inicial. Durante os anos 1960, a banda emplacou hits como “Don’t Bring Me Down”, “Honey I Need” e “Cry to Me”.

oexploradorPowered by Rock Convert

 

Conhecido por seu visual extravagante e longos cabelos, May era bissexual e se colocava como um ícone da contracultura. “Na época em que a Pretty Things foi parar na TV, eu já estava acostumado a sofrer abuso, me meter em brigas, ser menosprezado”, contou.

 

Ópera rock

 

O disco mais conhecido da The Pretty Things é provavelmente “SF Sorrow” (1968), considerado a primeira ópera rock da história. O álbum conceitual conta a história do personagem ficcional Sebastian F. Sorrow da infância à velhice, passando por guerras, romances e desilusões.

 

A The Pretty Things nunca se separou oficialmente, embora tenha passado 19 anos sem lançar um disco, entre “Cross Talk” (1980) e “Rage Before Beauty” (1999). O último álbum da banda foi “The Sweet Pretty Things (Are In Bed Now, Of Course)”, de 2015.

 

Phil May faleceu aos 75 anos de complicações após sofrer uma cirurgia de substituição do quadril. O cantor estava internado no hospital King’s Lynn em Norfolk (Reino Unido).

O músico sofreu complicações após cirurgia de substituição do quadril — , desde que se envolveu em um acidente de bicicleta.

(Fonte: https://entretenimento.uol.com.br/noticias/redacao/2020/05/15 – ENTRETENIMENTO / ENTRETÊ / ROCK / Do UOL, em São Paulo – 15/05/2020)

Powered by Rock Convert
Share.