Pela primeira vez a rede social exibiu um clássico entre dois brasileiros

0
Powered by Rock Convert

Análise: Gre-Nal bate recorde do Facebook, mas mostra fãs ainda perdidos

 

O primeiro clássico Gre-Nal da história da Libertadores terminou em pancadaria. No segundo tempo do empate de ontem, na Arena do Grêmio, jogadores de Grêmio e Internacional protagonizaram briga generalizada que provocou oito expulsões. As desavenças em campo esquentam o clima para um novo encontro, marcado para acontecer em nove dias.

 

 

Transmitido a Libertadores com exclusividade às quintas-feiras desde 2019, o Facebook teve sua apoteose em (12/03) com o empate entre Grêmio e Internacional, no primeiro clássico gaúcho da história da competição. Se a plataforma comemorou um pico recorde de audiência, alguns torcedores se mostraram confusos para ver a partida.

 

 

Desde quando a possibilidade de a partida ser transmitida pelo Facebook foi ventilada, ainda no ano passado, a plataforma esperava o recorde de audiência. Foi a primeira vez que a rede social exibiu um clássico entre dois brasileiros, mesmo com nove jogos já transmitidos envolvendo pelo menos um clube do país.

 

 

Mesmo com a plataforma exibindo jogos há mais de um ano, muita gente ainda se perdeu tentando assistir à partida. Não foram poucos os relatos de pessoas que não sabiam ou não entendiam como funcionava a transmissão Facebook, mesmo com a divulgação forte do clássico nos últimos dias.

 

 

Outro ponto que causou reclamações foi a impossibilidade de se assistir à partida em uma tela maior. Parte do público revelou que não conseguia ver o jogo no aplicativo do Facebook Watch em smart TVs, com o streaming se limitando a desktops, tablets e smartphones.

 

 

 

Elogio por transmissão limpa e recorde com briga

 

 

Apesar dos problemas, a plataforma ficou longe de receber apenas críticas. A grande maioria elogiou a transmissão e a velocidade do streaming, que tinha pouco delay em relação a aplicativos de acompanhamento em tempo real, por exemplo.

 

 

Também durante o jogo, o narrador André Henning chamava a audiência e pedia para que ela divulgasse o link da transmissão. O jornalista do Esporte Interativo deixou claro: a meta era chegar a 2 milhões.

 

 

“Esse jogo merece chegar em 2 milhões de pessoas, essa partida merece um gol”, afirmava André o tempo todo. Até os 40 minutos do segundo tempo, o pico de audiência da transmissão era de 1 milhão e 800 mil. A briga generalizada fez o desejo do narrador até ser superado.

 

 

Powered by Rock Convert

Com o pico de 2 milhões e 100 mil e a briga ainda rolando, André Henning reclamou, quase como quem não acreditava que a meta que tanto queria para o jogo histórico só foi atingida com um fato lamentável.

 

 

“Estou chateado. Passamos de 2 milhões de telespectadores, mas a briga está acontecendo. Esse jogo não merecia isso”, desabafou o narrador. Independentemente do fato lamentável, quem comemora é o Facebook. Sua meta foi batida e com muito louvor.

 

 

Vale lembrar que, nesta primeira fase da Libertadores de 2020, o Facebook ainda exibe outros cinco jogos de brasileiros nas noites de quinta, incluindo partidas envolvendo Flamengo e Santos. Os jogos ainda não tem data para acontecer por conta do adiamento da competição.

 

 

A temporada 2020 será repleta de clássicos do Rio Grande do Sul. Depois de decidirem a semifinal do primeiro turno do Campeonato Gaúcho e terminarem a partida pela Libertadores entre socos, chutes e empurrões, colorados e gremistas novamente estarão frente a frente no sábado, dia 21, em jogo da fase de grupos do returno do estadual.

 

 

“Teremos muitos clássicos neste ano e temos que nos preparar para todos. Quem sabe, baixar um pouco esta revolução, ficar mais tranquilo em campo. Mas a proposta futebolística, seguramente, com o tempo vamos seguir melhorando. A verdade é que foi um jogo intenso para todos, jogadores, e quem estava fora também. Não tem como pensar para daqui a dez dias”, disse o técnico Eduardo Coudet.

 

Os oito expulsos foram Caio Henrique, Paulo Miranda, Luciano e Pepê, do Grêmio, e Moisés, Edenilson, Cuesta e Praxedes, do Inter, Curiosamente, todos poderão estar em campo no reencontro. Como o jogo será pelo Gauchão, nenhum deles terá de cumprir suspensão pelos cartões que levaram na Libertadores.

 

 

“Eu espero que o Internacional esteja com mesmo pensamento que eu: vamos jogar futebol. Mas se os caras começarem a bater, meu time vai olhar? Não tenho time de freiras. Espero que o árbitro tenha personalidade para apitar o Gre-Nal. Eu quero ver uma partida de futebol, e isso fica feio, esse exemplo é negativo. Essas imagens vão correr o Brasil e o mundo, fica feio. Falei com o D’Alessandro lá no campo, e é feio isso. Mas vejam quem começa as confusões. Não estou botando lenha na fogueira, mas não vou levar time de freiras ao Beira-Rio, não”, disse Renato Gaúcho.

 

 

A partida ainda sofre com indefinições. A Federação Gaúcha de Futebol irá se reunir e pode determinar que os jogos do Estadual ocorram com portões fechados em razão do coronavírus.

 

 

Dentro de campo, a semana será de avaliação interna sobre o que houve e, na privacidade dos vestiários, definições de como proceder.

 

“Cada clube precisa fazer sua avaliação. Olhar as imagens e tomar suas providências de forma interna. Este assunto precisa ser muito bem tratado, e faremos isso para que não se repita. Cada clube e cada participante de comissão de arbitragem também precisam fazer esta autocrítica. Viemos aqui para jogar futebol, é o que todos querem”, afirmou o vice de futebol do Inter, Alessandro Barcellos.

 

De olho no Estadual, Grêmio e Inter voltam a campo no domingo. O Colorado encara o São José, e o Grêmio terá pela frente o São Luiz.

(Fonte: https://www.uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias/2020/03/13 – ESPORTE / FUTEBOL / Por Gabriel Vaquer / Colaboração para o UOL, em Aracaju – 13/03/2020)

(Fonte: https://www.uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias/2020/03/13 – ESPORTE / FUTEBOL / Por Jeremias Wernek e Marinho Saldanha / Do UOL, em Porto Alegre – 13/03/2020)

Powered by Rock Convert
Share.