Paulo de Tarso Santos, ex-ministro foi o primeiro prefeito de Brasília, em 1962, durante o governo Jânio Quadros, e ministro da Educação na gestão de João Goulart

0
Powered by Rock Convert

Ex-ministro Paulo de Tarso Santos foi o primeiro prefeito de Brasília, em 1962, durante o governo Jânio Quadros, e ministro da Educação na gestão de João Goulart.

 

 

Paulo de Tarso Santos (Araxá, 12 de janeiro de 1926 – São Paulo, 13 de julho de 2019), ex-ministro da Educação, foi conselheiro emérito do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE).

 

O mineiro nasceu em janeiro de 1926 e marcou a história política do país.

 

Advogado com formação pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), Paulo de Tarso integrou o colegiado da Corte de Contas paulista entre os anos de 1985 a 1991, tendo sido o vigésimo sétimo Presidente.

 

Powered by Rock Convert

Santos, que era advogado, assumiu a prefeitura da capital federal em 1961, durante o governo de Jânio Quadros. Outro importante cargo ocupado foi o de Ministro da Educação, na gestão de João Goulart, conselheiro emérito do TCE-SP, e secretário da Educação do estado, em 1983, no governo Franco Montoro.

 

Paulo de Tarso Santos foi o primeiro prefeito de Brasília, em 1962, durante o governo Jânio Quadros, e ministro da Educação na gestão de João Goulart.

Durante o regime militar, Paulo de Tarso viveu no Chile como exilado político entre os anos de 1964 e 1970, quando trabalhou na Organização das Nações Unidas. De volta ao Brasil, foi secretário da Educação, em 1983, no governo Franco Montoro.

Durante o regime militar, Paulo de Tarso se exilou no Chile, entre os anos de 1964 e 1970. Nesse período, trabalhou na Organização das Nações Unidas (ONU) e ajudou outros brasileiros que se mudaram para o país.

Também foi vereador de São Paulo em 1964 e deputado federal por duas legislaturas (1959 e 1970). Era formado em Direito pela Universidade de São Paulo e foi conselheiro do Tribunal de Contas por seis anos.

Também na carreira política, o advogado por formação foi eleito vereador por São Paulo duas vezes, e deputado federal do estado também por dois mandatos.

 

Paulo de Tarso Santos faleceu em 13 de julho de 2019, aos 93 anos em São Paulo. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês, onde passava por tratamento de saúde.

O Tribunal lamentou sua morte. “Neste momento de irreparável perda, o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, em nome de seus Conselheiros, Diretores e servidores, se solidariza com familiares e amigos, informando a decretação de luto oficial, com o hasteamento das bandeiras a meio-mastro.”

(Fonte: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2019/07/13 – SÃO PAULO / NOTÍCIA / Por G1 SP – 13/07/2019)
(Fonte: https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2019/07/13 – Correio Braziliense / NOTÍCIA / CIDADES – 13/07/2019)
Powered by Rock Convert
Share.