Pamela Tiffin, atriz norte-americana que marcou os anos 60 com papéis em “Cupido Não Tem Bandeira” (1961), “Feira de Ilusões” (1962) e “O Caçador de Aventuras” (1966)

0
Powered by Rock Convert

Pamela Tiffin, de Cupido Não Tem Bandeira e Feira de Ilusões

 

22.10.1969 – Pamela Tiffin no Golden Awards, em Roma (Itália). (Imagem: Ron Galella Collection via Getty Images)

 

Atriz de ‘Anjo de Pedra’

 

O diretor Billy Wilder a chamou de “a maior descoberta desde Audrey Hepburn”

 

 

Pamela Tiffin Wonso (Oklahoma City, Oklahoma, 13 de outubro de 1942 – Manhattan, Nova York, 2 de dezembro de 2020), atriz norte-americana que marcou os anos 60 com papéis em “Cupido Não Tem Bandeira” (1961), “Feira de Ilusões” (1962) e “O Caçador de Aventuras” (1966).

 

Pamela Tiffin Wonso nasceu em Oklahoma, em 13 de outubro de 1942, e começou a trabalhar como modelo ainda na adolescência. O trabalho de modelo a levou para Nova York, onde ela conseguiu muitos trabalhos.

 

De férias, a atriz viajou para a Califórnia, e comprou um pacote para fazer um tour pelos estúdios da Paramount, como turista. O produtor Hal B. Wallis (1899-1986) a viu durante o passeio, e a convidou para fazer um teste de tela.

Pamela passou, e estreou no cinema em um papel de apoio em O Anjo de Pedra (Summer and Smoke, 1961). Em seguida, foi escalada por Billy Wilder para atuar na comédia Cupido Não Tem Bandeira (One, Two, Three, 1961). Sobre Pamela, o lendário cineasta declarou que ela era “a maior descoberta desde Audrey Hepburn“. Por este filme, foi indicada ao Globo de Ouro de Melhor Atriz Coadjuvante e de Atriz Revelação do Ano.

 

Pamela Tiffin e Horst Buchholz em Cupido Não Tem Bandeira

 

Na Fox, foi uma das estrelas do musical Feira de Ilusões (State Fair, 1962), no qual fazia par romântico com Bobby Darin (1936-1973). Na MGM, foi uma das três protagonistas de Vem Voar Comigo (Come Fly With Me, 1963).

 

Em evidência, tornou-se uma estrela dos filmes juvenis dos anos de 1960, dois deles feitos ao lado do astro James DarrenJuventude Desenfreada (For Those Who Think Young, 1964) e Demônios da Pista (The Lively Set, 1964). Em Hollywood, ainda atuou em Em Busca do Prazer (The Pleasure Seekers, 1964) e no western Nas Trilhas da Aventura (The Hallelujah Trail, 1965).

oexploradorPowered by Rock Convert

Em 1965 fez seu primeiro filme italiano, Homem, Mulher e Dinheiro (Oggi, domani, dopodomani, 1965), ao lado de Marcelo Mastroianni. Ela ainda atuou em mais um filme em Hollywood, O Caçador de Aventuras (Harper, 1966), contracenando com o ator Paul Newman, antes de se mudar para à Itália, em busca de novos rumos na carreira.

Em 1962 ela havia se casado com Clay Felker, um famoso editor jornalístico, mas o casamento não andava bem. Em 1967 ela mudou-se para à Europa, e seu casamento foi oficialmente finalizado em 1969.
Na Itália, atuou na popular comédia Mata-Me com Teus Beijos (Straziami ma di baci saziami, 1968), e fez algumas comédias na década de 1970, contracenando com nomes como Phillip LeroyUgo TognazziJean SorelSylvia KoscinaVictorio GasmmanNino ManfrediAnthony QuinnFranco Nero e Lando Buzzanca.

Hollywood e prêmios

 

Após breve carreira como modelo, ela foi recrutada pelo produtor Hal Wallis para interpretar a efervescente Nellie em “O Anjo de Pedra” (1961), se tornando um fenômeno quase instantâneo em Hollywood.

 

No ano seguinte, em 1962, foi indicada duplamente ao Globo de Ouro — como melhor revelação, por “O Anjo de Pedra”, e melhor atriz coadjuvante, por “Cupido Não Tem Bandeira”, clássico cômico do diretor Billy Wilder.

 

O musical “Feira de Ilusões”, o faroeste “Nas Trilhas da Aventura” (1965) e o thriller “O Caçador de Aventuras”, onde contracenou com Paul Newman, a mantiveram em alta durante a década seguinte.

 

 

James Cagney e Pamela Tiffin em ‘Cupido Não Tem Bandeira’. (Imagem: FilmPublicityArchive/United Archives)

 

 

Itália e aposentadoria

 

Tiffin se mudou para a Itália ainda nos anos 60, se afastando de Hollywood após o fim do casamento com Clay Felker. Na fase final de sua carreira, atuou em filmes italianos como “Mata-me com Teus Beijos” (1968) e “Um Dia Negro” (1971).

 

Em 1969 atuou em Viva Max! (Viva Max, 1969), seu último filme feito em Hollywood. Em 1974 ela se casou com o filósofo Edmondo Danon, e abandonou a carreira artística.

Pamela Tiffin faleceu em Manhattan, Nova York, em 2 de dezembro de 2020, aos 78 anos, de causas naturais, cercada pelos familiares, em um hospital de Nova York.

(Fonte: https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2020/12/05 – TV E FAMOSOS / NOTÍCIAS / Do UOL, em São Paulo – 05/12/2020)

(Fonte: https://www.memoriascinematograficas.com.br/2020/12 – Memórias Cinematográficas – 05/12/2020)

Powered by Rock Convert
Share.