Ottomar Pinto, foi o primeiro governador eleito do Estado de Roraima

0

 

Ottomar de Sousa Pinto (Petrolina, 19 de janeiro de 1931 – Brasília, 11 de dezembro de 2007), governador de Roraima (PSDB).

 

O pernambucano, Brigadeiro da aeronáutica, Ottomar de Sousa Pinto foi um dos governadores biônicos nomeados do Território Federal de Roraima no período do regime militar (1964-1985) a ocupar o Palácio 31 de Março, sede do Governo em Boa Vista. Ele governou de forma peculiar em relação aos que o antecederam por sempre tentar conciliar os grupos em conflitos políticos, em principal destaque as elites locais.

 

Brigadeiro da Aeronáutica, o tucano Ottomar Pinto foi reeleito em 2006, e estava em seu quarto mandato como governador.

 

Em 2004, Pinto assumiu o governo após a cassação de Flamarion Portela, afastado por irregularidades na campanha de 2002. Dois anos mais tarde, foi reeleito governador, com 62,39% dos votos válidos (116.542). Ele superou o senador Romero Jucá (PMDB), atual líder do governo no Senado, que recebeu 57.232 votos (30,64%).

 

Com a morte de Ottomar Pinto, o vice José de Anchieta Júnior (PSDB) vai assumir o governo do estado. Anchieta Júnior nasceu em Jaguaribe (CE) em 1965. Em 1988, formou-se em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Ceará. Três anos depois, mudou-se para Roraima.

 

 

RR: veja a trajetória política de Ottomar Pinto

 

Nascido em 19 de janeiro de 1930, na cidade de Petrolina, Pernambuco, Ottomar de Sousa Pinto, oficial brigadeiro da Aeronáutica, foi o primeiro governador eleito do Estado de Roraima em 1991.

 

Deu início aos estudos em Petrolina (PE) e prosseguiu em Recife, de onde saiu para ingressar na Escola de Aeronáutica de Campos dos Afonsos, Rio de Janeiro. Em 1973, concluiu o curso de Estado-Maior da Aeronáutica, chegando a Coronel aos 42 anos.

 

Durante a carreira militar, Ottomar Pinto realizou seis cursos de nível superior – Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Medicina, Direito, Ciências Contábeis e Economia.

 

Concluiu dois cursos de Mestrado nos Estados Unidos, nas áreas de transporte aéreo e pavimentação e, no Brasil, fez os cursos de MBA para Executivo, Políticas Públicas e Governo, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e de Direito da Economia e da Empresa, na Fundação Getúlio Vargas (FGV), também no Rio de Janeiro.

 

Ottomar desempenhou atividades relacionadas à construção, reforma e ampliação de alguns dos mais importantes aeroportos brasileiros. Chefiou a Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (Comara).

 

Em 1979, foi nomeado governador do então Território Federal de Roraima, permanecendo no cargo até abril de 1983. Durante os quatros anos de gestão, desenvolveu diversos projetos voltados para a ocupação demográfica do interior e o desenvolvimento sócio-econômico da região, com vistas à transformação do território em Estado.

 

Eleito governador de Roraima em 1991, depois prefeito de Boa Vista no período de 1996 a 2000. Voltou a concorrer ao governo em 2002, venceu no primeiro turno e no segundo foi derrotado nas urnas. Em novembro de 2004 foi conduzido ao cargo após o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) cassar o mandato de governador de Flamarion Portela.

 

Agora disputa a reeleição ao governo do Estado de Roraima e os números das pesquisas apontam que Ottomar está com 60% das intenções de voto, levando a vencer na Eleição 2006 no primeiro turno.

 

Ottomar Pinto morreu em 11 de dezembro de 2007, tinha 76 anos, sofria de problemas cardíacos e era diabético.

(Fonte: http://www.clicrbs.com.br/especial/sc – ESPECIAL – SANTA CATARINA – 12/12/2007)

(Fonte: http://noticias.terra.com.br/eleicoes2006 – NOTÍCIAS / ELEIÇÕES 2006 – ESTADUAIS – RORAIMA – 1° de outubro de 2006)

Share.