“O povo quer ser enganado. Pois que seja.” máxima atribuída a um sobrinho do papa Paulo IV (1555-1559)

0

Atribui-se a um sobrinho do papa Paulo IV (1555-1559), o conselho cínico que por séculos seria, conscientemente ou não, a fonte de poder de muitos governantes: “O povo quer ser enganado. Pois que seja.”

Muitas das evidências são avanços patrocinados por governos – caso das reformas estruturais. Outras, mais vitais ainda, foram impostas pela sociedade de baixo para cima, como a exigência de que o Estado não gaste mais do que arrecada e não mande mais a conta de suas farras para o povo na forma de carga tributária maior, confiscos e inflação.

(Fonte: Veja, 23 de novembro de 2005 – ANO 38 – Nº 47 – Edição 1932 – Carta ao leitor – Demorou mais chegou – Pág: 7)

Share.