“O ciúme jamais permite que vejamos as coisas como elas são. Os ciumentos veem a realidade através de um espelho deformante que aumenta detalhes insignificantes, transforma os anões em gigantes e as desconfianças em verdades.” Miguel de Cervantes (1547-1616), escritor espanhol.

0
Powered by Rock Convert

“O ciúme jamais permite que vejamos as coisas como elas são. Os ciumentos veem a realidade através de um espelho deformante que aumenta detalhes insignificantes, transforma os anões em gigantes e as desconfianças em verdades.”

Miguel de Cervantes (1547-1616), escritor espanhol.

(Fonte: Revista Caras – ANO 22 – Nº 18 – Edição 1121 – CITAÇÕES – 01/05/2015)

Share.