O 1º jogador declaradamente gay draftado na história da NBA

0
Powered by Rock Convert

NBA pode ter o 1º jogador declaradamente gay draftado na história da liga

Derrick Gordon em ação pela Seton Hall; jogador pode fazer história no Draft da NBA (Foto: Getty Images)

Derrick Gordon em ação pela Seton Hall; jogador pode fazer história no Draft da NBA (Foto: Getty Images)

O Draft 2016 tem, entre as possibilidades de escolha, um tal Derrick Gordon. Pois o jovem armador de 24 anos tem a chance de se tornar o primeiro atleta assumidamente gay a ser draftado por uma equipe da NBA.

Gordon já havia cravado seu nome na história do basquete universitário norte-americano em 2014, ao se tornar o primeiro jogador gay assumido a jogar uma partida da Divisão I da NCAA e também o primeiro a atuar em partidas do March Madness.

Além disso, ele foi o primeiro jogador a disputar o torneio da NCAA por três universidades diferentes: Hilltoppers (2011-12), UMass (2013-14) e a temporada 2015-16, pelo Seton Hall Pirates, quando ganhou o título da conferência Big East.

Quando decidiu se assumir, Gordon contou à ESPN que começou a perceber que poderia ser gay ainda no ensino fundamental. No primeiro ano de faculdade, na Western Kentucky, ele se isolava dos demais jogadores e, por medo de ser exposto, decidiu se transferir para a UMass.
“Não queria ser colocado em uma situação onde eles pudessem descobrir”, contou.

No entanto, guardar o segredo sobre quem ele realmente era estava começando a atrapalhar sua vida, tanto que Gordon pensou em desistir do basquete. O amor pelo esporte, no entanto, o fez criar coragem. “Eu teria que me assumir ou desistir do basquete.”

Powered by Rock Convert

A decisão de contar para a sua família e para seus colegas de equipe só veio em 2014, um pouco antes fazer o anúncio público para a ESPN. Com a ajuda do treinador Derek Kellog, reuniu seus companheiros da UMass e revelou seu segredo. Recebeu o inesperado: apoio. “Você é família, nós te amamos!”, disse um dos jogadores, segundo Gordon.

Na família, apenas o irmão Darryl teve certa dificuldade em entender. “Contei, e ele não acreditou, no começo. Achou que eu estava brincando e depois começou a se culpar. Machucou no início, mas dei tempo a ele. Agora ele me apoia muito”, disse.

Em Seton Hall, o grupo também o abraçou. Segundo o técnico Kevin Willard e seus novos companheiros, apesar de não se destacar nesta última temporada, o papel de Gordon como líder e jogador mais experiente foi fundamental para o título da conferência Big East, em março deste ano. Fora das quadras, ele se compromete com a causa LGBT, fazendo campanha pelas redes sociais e indo a eventos que promovem a diversidade.

No basquete dos EUA, apenas o ex-jogador do Brooklyn Nets, Jason Collins, havia assumido sua sexualidade. Ele se tornou, em 2013, o primeiro jogador declaradamente gay a jogar em qualquer das quatro principais ligas de esportes norte-americanos. Depois da próxima quinta-feira, quando acontece o Draft 2016 da NBA, Gordon pode vir a se tornar o segundo a realizar o feito. Um jogador sensacional? Uma promessa maravilhosa? Quem sabe…

(Foto: http://espn.uol.com.br/noticia/608030 – NOTICIA/ Por Cláudia Custódio, especial para o ESPN.com.br – 22/06/2016)

Powered by Rock Convert
Share.