“No dia em que a riqueza e a herança forem taxadas, nós concordaremos com o fim da CPMF. Os ricos não pagam imposto e por isso o Brasil é tão desigual.” Adib Jatene, ex-ministro da Saúde e inspirador da CPMF, na coluna de Mônica Bergamo, dirigindo-se a Paulo Skaf, presidente da Fiesp

0
Powered by Rock Convert

No dia em que a riqueza e a herança forem taxadas, nós concordaremos com o fim da CPMF. Os ricos não pagam imposto e por isso o Brasil é tão desigual.”

Adib Jatene, ex-ministro da Saúde e inspirador da CPMF, na coluna de Mônica Bergamo, dirigindo-se a Paulo Skaf, presidente da Fiesp

 

 

 

Mas, doutor Jatene, a carga no Brasil é muito alta!

Paulo Skaf, retrucando

 

 

 

Não é, não! É baixa. Têm que pagar mais. Por que vocês não combatem a Cofins, que tem alíquota de 9% e arrecada 100 bilhões de reais?

Adib Jatene responde

 

 

 

A Cofins não está em pauta. O que está em discussão é a CPMF.”

Paulo Skaf insiste

 

 

 

É que a CPMF não dá para sonegar!

Adib Jatene encerra a discussão

(Fonte: Veja, 21 de novembro de 2007 – ANO 40 – Nº 46 – Edição 2035 – PANORAMA – Veja Essa – Editado por JULIO CESAR DE BARROS – “As pérolas são compiladas e coletadas da imprensa e da TV e recolhidas pelos jornalistas de VEJA” – Pág: 64/65)

Share.