Murilo Melo Filho, advogado, escritor e jornalista, membro da Academia Brasileira de Letras

0
Powered by Rock Convert

Escritor Murilo Melo Filho era membro da ABL

 

 

Murilo Melo Filho (Natal, Rio Grande do Norte, 13 de outubro de 1928 – 27 de maio de 2020), advogado, escritor e jornalista, membro da Academia Brasileira de Letras.

 

Ele era membro da Academia Brasileira de Letras desde 1999, na cadeira de número 20.

 

Como jornalista, ele acompanhou os ex-presidentes Juscelino Kubitschek a Portugal; Jânio Quadros a Cuba; João Goulart aos Estados Unidos, ao México e Chile; Ernesto Geisel à Inglaterra e à França; e José Sarney a Portugal e aos Estados Unidos.

 

Nascido em Natal, também era membro da Academia Norte-Riograndense de Letras, da Academia Carioca de Letras, do Conselho Administrativo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), da Academia Teresopolitana de Letras e da União Brasileira de Escritores (UBE).

 

Trajetória

Murilo Melo Filho nasceu em Natal no dia 13 de outubro de 1928 e foi o mais velho de sete irmãos. Já aos 12 anos de idade começou a trabalhar no Diário de Natal, com Djalma Maranhão, escrevendo um comentário esportivo. Posteriormente passou por outras publicações da região.

Aos 18 anos, foi para o Rio de Janeiro, onde estudou no Colégio Melo e Souza e foi aprovado em concursos públicos para datilógrafo do IBGE e do Ministério da Marinha, ingressando a seguir no Correio da Noite, como repórter de polícia.

Trabalhou também na Tribuna da Imprensa, com Carlos Lacerda; no Jornal do Commercio, com Elmano Cardim, San Thiago Dantas (1911-1964) e Assis Chateaubriand; no Estado de S. Paulo, com Júlio de Mesquita Filho e Prudente de Moraes Neto; e na Manchete, com Adolpho Bloch.

Estudou na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e na Universidade do Rio de Janeiro, pela qual se formou em Direito. Chegou a advogar durante sete anos.

oexploradorPowered by Rock Convert

Como repórter free-lancer, entrou para a Manchete, criando a seção “Posto de Escuta”, que escreveu durante 40 anos. Nessa mesma época, dirigiu e apresentou na TV-Rio, com Bony, Walter Clark e Péricles do Amaral, o programa político Congresso em Revista, que ficou no ar ininterruptamente durante sete anos, sendo a princípio produzido e apresentado no Rio de Janeiro e, depois, em Brasília.

Viveu em Brasília de 1960 a 1965, que testemunhou em centenas de reportagens. Construiu ali a sede de Bloch Editores e da Manchete e foi, a convite de Darcy Ribeiro e de Pompeu de Souza, professor de Técnica de Jornalismo na Universidade de Brasília.

Em trabalhos jornalísticos, acompanhou os ex-presidentes Juscelino Kubitschek a Portugal; Jânio Quadros a Cuba; João Goulart aos Estados Unidos, ao México e Chile; Ernesto Geisel à Inglaterra e à França; e José Sarney a Portugal e aos Estados Unidos.

Cobriu a Guerra do Vietnã, com o fotógrafo Gervásio Baptista, em 1967, e foi o primeiro jornalista brasileiro a cobrir a Guerra do Camboja, com o fotógrafo Antônio Rudge, em 1973, tendo chegado a Saigon e Phnom-Penh, via Tóquio.

Sexto ocupante da Cadeira nº 20 da ABL, foi eleito em 25 de março de 1999, na sucessão de Aurélio de Lyra Tavares (1905-1998) e recebido em 7 de junho de 1999 pelo Acadêmico Arnaldo Niskier.

“Murilo Melo Filho foi um dos grandes jornalistas brasileiros da segunda metade do século XX. Acompanhou de perto a política nacional, a construção de Brasília e a guerra do Vietnã. Conheceu inúmeros chefes de Estado, a quem dedicou páginas antológicas, dos mais variados espectros políticos.

 

Foi também um acadêmico exemplar, assíduo, com a disposição de emprestar seu talento aos mais diversos cargos e serviços na Academia. Guardo a imagem de um homem bom, de uma alta sensibilidade humana, voltada sobretudo para os mais vulneráveis e desprovidos. Um momento de tristeza”, afirma o presidente da Academia Brasileira de Letras, Marco Lucchesi.

 

Murilo Melo Filho faleceu em 27 de maio de 2020, aos 91 anos de idade por falência múltipla de órgãos, no Hospital Pró-Cardíaco.

 

(Fonte: https://entretenimento.uol.com.br/noticias/redacao/2020/05/27 – ENTRETENIMENTO / ENTRETÊ / LIVROS E HQS / Do UOL, em São Paulo – 27/05/2020)

(Fonte: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2020/05/27 – RIO DE JANEIRO / NOTÍCIA / Por G1 Rio – 27/05/2020)

(Fonte: Zero Hora – ANO 56 – N° 19.724 – 28 DE MAIO de 2020 – TRIBUTO / MEMÓRIA – Pág: 26)

Powered by Rock Convert
Share.