Monkey Punch, cartunista japonês de mangá, conhecido por ser o criador das aventuras de Lupin III

0
Powered by Rock Convert

Criador do mangá ‘Lupin III’, cartunista Monkey Punch

 

As aventuras do ladrão de luvas brancas tornaram-se um sucesso internacional.

 

Artista também era professor em Tóquio

Kazuhiko Katō (Hamanaka, Hokkaido, Japão, 26 de maio de 1937 – 11 de abril de 2019), cartunista japonês de mangá, conhecido por ser o criador das aventuras de Lupin III, que assinava suas criações com o pseudônimo Monkey Punch.

 

Lupin III segue as aventuras de um grupo de ladrões liderados por Arsène Lupin III, neto de Arsène Lupin, protagonistas da série de romances escritos por Maurice Leblanc. O mangá, cujo primeiro arco foi publicado entre 1967 e 1969 e o segundo entre 1977 e 1981, também ganhou uma versão em anime na década de 1980 e uma série de longas-metragem, incluindo O Castelo de Cagliostro (1979), dirigido por  Hayao Miyazaki.

 

 

Monkey Punch, cujo nome real era Kazuhiko Kato, nasceu em 26 de maio de 1937, na cidade de Hamanaka, na ilha de Hokkaido, e é mundialmente conhecido pela sua série sobre Lupin III e sua gangue de ladrões, inspirado no clássico Arsenio (Arsène) Lupin, do escritor francês Maurice Leblanc (1864-1941).

O japonês estreou como cartunista de mangá profissional em 1965 utilizando outro nome, com uma obra escrita enquanto estudava em uma escola técnica de eletricidade.

O autor começou a publicar as aventuras de Lupin III em agosto de 1967 nas páginas da revista semanal “Weekly Shukan Action”, da editora Futabasha, a mesma na qual Yoshito Usui (1958-2009) contou as travessuras de Crayon Shin-chan.

As aventuras do ladrão de luvas brancas tornaram-se um sucesso internacional, e foram levadas à televisão e ao cinema em inúmeras ocasiões desde 1971, com a participação de renomadas figuras da animação como o diretor Hayao Miyazaki.

 

Powered by Rock Convert

Monkey Punch foi pioneiro no uso de computadores em sua criação, além de ter sido um dos fundadores da Associação de Mangá Digital do Japão (DMA, sigla em inglês), presidida por ele durante vários anos.

Monkey Punch faleceu dia 11 de abril de 2019, aos 81 anos, por causa de uma pneumonia.

 

Monkey Punch faleceu no dia 11 de abril por consequência de uma pneumonia. Os últimos anos da sua carreira foram dedicados à vida acadêmica, com o artista dando aula na Universidade Otemae e na Universidade de Tecnologia de Tóquio.

(Fonte: https://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2019/04/17 – POP & ARTE / Por Agência EFE – 17/04/2019)

(Fonte: https://www.omelete.com.br/quadrinhos – QUADRINHOS / HQ / LIVROS / NOTÍCIAS / Por NATÁLIA BRIDI – 17.04.2019)

Powered by Rock Convert
Share.