“Michael Moore e eu, na verdade, temos muito em comum. Nós dois gostamos de viver num país onde há liberdade de expressão. Mas, Michael, se você algum dia aparecer na porta da minha casa com uma câmera, eu o mato.” Clint Eastwood, ator americano, falando do diretor dos filmes Tiros em Columbine e Fahrenheit 9/11

0

Michael Moore e eu, na verdade, temos muito em comum. Nós dois gostamos de viver num país onde há liberdade de expressão. Mas, Michael, se você algum dia aparecer na porta da minha casa com uma câmera, eu o mato.”

Clint Eastwood, ator americano, falando do diretor dos filmes Tiros em Columbine e Fahrenheit 9/11

(Fonte: Veja, 19 de janeiro de 2005 – ANO 38 – Nº 3 – Edição 1888 – PANORAMA – Veja Essa – Editado por JULIO CESAR DE BARROS – Pág: 46/47)

Share.