Michael Brecker, tornou-se um dos mais influentes músicos de jazz, com uma carreira premiada com 11 prêmios Grammy

0
Powered by Rock Convert

Um dos mais ativos saxofonista do jazz nas últimas três décadas, ganhador de 11 prêmios Grammy

Michael Brecker (Filadélfia, 29 de março de 1949 – Nova York, 13 de janeiro de 2007), saxofonista de jazz, vencedor de 11 prêmios Grammy

O saxofonista nasceu em março de 1949, na Filadélfia, e começou a tocar ainda na escola, inspirado por seu maior ídolo, John Coltrane.

Com participações em cerca de 900 álbuns, Michael Brecker transitou entre o jazz e o pop. Sua estréia foi em 1969, num grupo liderado por seu irmão, o trompetista Randy Brecker.

Além de gravar solo ou com Randy, na dupla The Brecker Brothers, Michael trabalhou com artistas como Frank Zappa, Aerosmith, James Brown, Paul Simon, Joni Mitchell, Lou Reed, Funkadelic, Steely Dan, John Lennon, Elton John, James Taylor, Chick Corea, Pat Metheny, Gonzalo Rubalcaba e Papo Vasquez. Entre seus 11 troféus no Grammy, dois foram para seu último álbum “Wide angles”, lançado em 2003.

Filho de um advogado e pianista de jazz, Brecker começou tocando clarineta, aos 6 anos. Migrou para o saxofone, frequentou a Universidade de Indiana, e, aos 19 anos, mudou-se para Nova York.

Tornou-se um dos mais influentes músicos de jazz desde os anos 60, com uma carreira premiada com 11 prêmios Grammy.

Brecker tocou ao lado de Frank Zappa, James Brown, Paul Simon, Joni Mitchell, Lou Reed, Elton John, James Taylor, Chick Corea e Pat Metheny, entre outros.

Na década de 70, criou ao lado de seu irmão Randy, trompetista, a banda Brecker Brothers, na qual fundiram o jazz com o rock.

Durante essa década e a de 80 gravou discos e tocou com alguns dos principais nomes do jazz e do pop, como Quincy Jones, Joni Mitchell, Frank Sinatra, Bruce Springsteen e Frank Zappa, até que, em 1987, lançou seu primeiro disco solo.

oexploradorPowered by Rock Convert

Daí em diante desfrutou de sucesso após sucesso no mundo do jazz e encheu sua casa com prêmios Grammy.

Na década passada, ficou um ano e meio em turnê com Paul Simon e em 1992 se reencontrou com seu irmão para gravar Return of the Brecker Brothers.

Em 2003, gravou Wide Angles, seu primeiro disco com uma big band, chamada de Quindectet porque tinha 15 integrantes. Um ano depois, o CD conquistou outros dois Grammys.

Michael Brecker morreu em 13 de janeiro de 2007, aos 57 anos, num hospital de Nova York, vítima de leucemia.

Brecker tinha recebido um tratamento médico experimental com células-tronco em maio de 2006, mas que não funcionou como era esperado

(Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq1601200713 – FOLHA DE S.PAULO – ILUSTRADA – 16 de janeiro de 2007)

(Fonte: http://oglobo.globo.com/cultura -4240837#ixzz3mmLNSGQH – CULTURA/ por Antônio Carlos Miguel – O Globo – 14/01/2007)

© 1996 – 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A.

(Fonte: http://musica.terra.com.br/interna/0,,OI1346757-EI1267,00- DIVERSÃO – MÚSICA- 13 de janeiro de 2007)

Agência EFE – Todos os direitos reservados.

Powered by Rock Convert
Share.