Mark St. John, foi o terceiro guitarrista oficial do Kiss, tendo substituído Vinnie Vincent – que substituiu Ace Frehley

0
Powered by Rock Convert

Mark St. John, ex-guitarrista do Kiss

 

O músico foi o terceiro guitarrista oficial da banda e gravou “Animalize”.

 

O músico Mark St. John foi o terceiro guitarrista oficial da banda e gravou “Animalize”. (Foto: RÁDIO CANTILO / DIREITOS RESERVADOS)

 

 

Mark St. John, nome artístico de Mark Leslie Norton (Hollywood, Los Angeles, 7 de fevereiro de 1956 – Nova York, 5 de abril de 2007), ex-guitarrista do Kiss, que teve uma breve passagem pela banda nos anos 80.

 

Nascido Mark Norton em fevereiro de 1956, o músico participou do disco mais bem-sucedido do Kiss em sua fase sem maquiagem, “Animalize”, de 1984. Sua passagem pela banda, no entanto, foi curta: ele gravou o disco e tocou em apenas três shows.

 

Nascido Mark Norton em Hollywood, St. John foi o terceiro guitarrista oficial do Kiss, tendo substituído Vinnie Vincent – que substituiu Ace Frehley– em 1984.

 

Àquela altura, o Kiss tinha acabado com a maquiagem e as roupas que eram sua marca registrada, mas a carreira do grupo passava por um renascimento.

 

O único álbum do Kiss em que St. John apareceu, “Animalize”, restabeleceu o grupo como uma das principais bandas da arena metal do mundo. O álbum gerou o popular vídeo da MTV “Heaven’s on Fire” (único vídeo do Kiss em que St. John aparece).

oexploradorPowered by Rock Convert

 

O espalhafatoso jeito de St. John tocar refletiu a era dos guitarristas de rock influenciados por Van Halen, mas sem dúvida contribuiu para o brilho do “Animalize”, considerado por muitos fãs como uma das obras mais fortes do Kiss sem makeup.

 

Porém, bem na época em que o Kiss estava para lançar uma turnê mundial para apoiar o álbum, St. John recebeu o diagnóstico de uma forma de artrite chamada Síndrome de Reiter, que causou inchaço nas suas mãos e braços e o impediu de tocar guitarra.

 

Depois, desentendimentos com os outros integrantes do grupo e um tipo grave de artrite, chamada Síndrome de Reiter, impediram que ele continuasse. Bruce Kulick foi seu substituto, integrando o Kiss por quase uma década. Depois de deixar o Kiss, St. John participou de alguns projetos, nenhum bem-sucedido. Ele aparece no clipe de “Heaven’s on fire”, do Kiss.

 

O guitarrista Bruce Kulick preencheu a vaga (St. John conseguiu tocar em todo um show com o grupo e trechos de alguns outros) e acabou substituindo St. John como o guitarrista permanente do Kiss.

 

A condição médica dele melhorou depois de deixar o Kiss e St. John lançou um conjunto pop/metal, “White Tiger”, com David Donato, ex-cantor da Black Sabbath.

 

St. John também se uniu por um curto período com o percussionista original do Kiss, Peter Criss, em um grupo que não lançou nenhuma gravação, e apareceu como orador convidado nas convenções do Kiss. Em 2001, ele lançou um álbum instrumental “Magic bullet theory.”

 

Mark St. John faleceu em 5 de abril de 2007, aos 51 anos, de uma hemorragia cerebral, em Nova York.

“Desejo manifestar a minha solidariedade à família e aos amigos de Mark St. John”, disse Kulick em uma nota. “Apesar de Mark ser o guitarrista que eu substitui, eu respeitava o seu talento e contribuição para o Kiss. Que ele descanse em paz.”

(Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Musica – NOTÍCIAS / MÚSICA / ROCK / por Billboard – NOVA YORK – 8 de abr. de 2007)
2000-2014 globo.com Todos os direitos reservados.
(Fonte: https://www.gazetadopovo.com.br/caderno-g – CADERNO G / MÚSICA / Por O Globo/G1/O Globo Online – 06/04/2007)
Copyright © 2020, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados.
Powered by Rock Convert
Share.