Mário Lúcio Vaz, foi diretor da Central Globo de Produção, trabalhou em “Chico City” e “Praça da Alegria”

0
Powered by Rock Convert

Ex-diretor da Globo

 

Ex-diretor entrou na TV Globo em 1970 e trabalhou em “Chico City” e “Praça da Alegria”.

 

 

Mário Lúcio Vaz (Belo Horizonte, 1933 – Rio de Janeiro, 21 de julho de 2019), ex-diretor da TV Globo, dirigiu programas como Xou da Xuxa, Chico City e Praça da Alegria.

 

Mário Lúcio entrou na TV Globo em 1970. Ele dirigiu humorísticos como “Chico City” e “Praça da Alegria”. Ele foi diretor da Central Globo de Produção. Em 2008, deixou a emissora, mas seguiu prestando serviços.

 

Mário Lúcio era executivo e nasceu em Belo Horizonte, em 1933. Ele entrou na Globo em 1970, dirigindo humorísticos como “Chico City” (1973) e “Praça da Alegria” (1977), além do “Xou da Xuxa”.

 

Também foi diretor da Central Globo de Produção e deixou a emissora em 2008, mas seguiu prestando serviços. Segundo o “Memória Globo”, Mário Lúcio Vaz começou a trabalhar aos nove anos para ajudar nas despesas de casa.

 

Ele foi entregador de farmácia, balconista de armazém e office-boy em Minas Gerais. O trabalho na televisão teve início como datilógrafo da TV Itacolomi, em Belo Horizonte; ele datilografava os scripts da emissora à noite.

Powered by Rock Convert

 

Mário Lúcio começou a gostar do funcionamento da emissora e passou a fazer visitas frequentes aos diretores e operadores da estação. A partir daí, foi convidado a assumir o cargo de diretor de imagem do telejornal “Aerovias Brasil”.

 

Também dirigiu musicais e teleteatros; pouco tempo depois, Mário Lúcio Vaz tornou-se diretor artístico da TV Itacolomi. Chegou à Globo atendendo ao chamado de José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, Boni.

 

Foi diretor da Central Globo de Produção na década de 1990. Respondeu ainda por áreas relacionadas à qualidade e à criação. Nestas funções, acabou por supervisionar toda emissora, incluindo as novelas.

Mário Lúcio Vaz faleceu aos 86 anos em 21 de julho de 2019, no Rio de Janeiro.

Nas redes sociais, ex-colegas de trabalho do mineiro prestaram homenagens e expressaram luto. Xuxa Meneghel publicou foto ao lado de Vaz, tirada no último aniversário dele, em junho.

“Este homem, Mário, meu anjo, foi a única pessoa que brigou por mim na Rede Globo, foi a única pessoa que me amou verdadeiramente na emissora”, escreveu. “Hoje meu anjo virou anjo para todos que o conheceram. Hoje, meu anjo deixará de contar suas piadas e não mais me dará o melhor e mais verdadeiro beijo e abraço.”

(Fonte: https://rd1.com.br – FAMOSOS / Por Da Redação – 21 de julho de 2019)

(Fonte: Zero Hora – ANO 55 – N° 19.458 – 23 de JULHO de 2019 – TRIBUTO / MEMÓRIA – Pág: 27)

Powered by Rock Convert
Share.