Manoel Lobato, autor de diversos livros de contos e romances, foi de uma geração de grandes escritores, a exemplo de Murilo Rubião, Roberto Drummond, Wander Piroli e Oswaldo França Jr.

0
Powered by Rock Convert

Escritor mineiro Manoel Lobato foi expoente da literatura brasileira

 

Manoel Lobato (Açaraí, Pocrane, no Vale do Rio Doce, 1925 – Belo Horizonte, 24 de julho de 2020), celebrado escritor mineiro, era diplomado em Farmácia e Direito. Foi um dos mais conhecidos escritores mineiros, autor de diversos livros de contos e romances.

 

O escritor mineiro Manoel Lobato, era natural do distrito de Açaraí, localizado em Pocrane, no Vale do Rio Doce, a cerca de 400 quilômetros de Belo Horizonte.

 

Formado em farmácia e direito, Lobato foi autor de diversos livros de contos e romances, estreando em 1961 com a obra Garrucha 44. Seguiram-se Mentira dos Limpos (1967), Contos de Agora (1970), Os Outros São Diferentes (1971), A Verdadeira Vida do Irmão Leovegildo (1976), Flecha em Repouso (1977), O Cântico do Galo (1985), O Anjo e o Anticristo (1991) e outros.

 

De uma geração de grandes escritores, a exemplo de Murilo Rubião, Roberto Drummond, Wander Piroli e Oswaldo França Jr., Lobato deixa seu nome com muito brilho na literatura brasileira.

 

O escritor foi autor de milhares de crônicas publicadas diariamente em O Tempo entre 1996 e 2013.

oexploradorPowered by Rock Convert

 

Ao longo de quase toda a vida, desde que se mudou para a capital mineira, Lobato viveu no bairro Sagrada Família, região leste de Belo Horizonte, mas é natural de Passagem do Rio José Pedro, atual Açaraí, no Vale do Rio Doce – que constantemente era tema de suas crônicas.

 

O escritor também gostava de escrever muito sobre “sexo, loucura e situações e condições humanas”, quase sempre inspirado pelas histórias que presenciou na zona boêmia de Belo Horizonte entre os idos dos anos 60 e 90.

 

Além das milhares de crônicas, Lobato publicou 18 livros e também participou da criação da Imprensa Oficial em Minas Gerais.

 

Manoel Lobato faleceu em 24 de julho de 2020, aos 94 anos, em Belo Horizonte, em decorrência de complicações da COVID-19 no Brasil.

(Fonte: https://www.msn.com/pt-br/noticias/brasil – NOTÍCIAS / BRASIL /  Estado de Minas – 25/07/2020)

(Fonte: https://www.otempo.com.br/diversao/magazine – DIVERSÃO / MAGAZINE / Por THAÍS MOTA – 25/07/20)

Powered by Rock Convert
Share.