Lutador brasileiro de boxe é o primeiro a chegar a uma final olímpica

0

Esquiva Falcão vence britânico, vai à final e faz história no boxe

Lutador brasileiro é o primeiro a chegar a uma final olímpica

Esquiva Falcão está na história do boxe brasileiro ao colocar o país pela primeira vez numa final olímpica. Com muita autoridade, ele jogou o britânico Anthony Ogogo no chão, venceu por 16 a 9 e garantiu um lugar na final da categoria peso médio (até 75kg). Já tem, portanto, uma posição inédita para o Brasil no pódio da modalidade.

Esquiva Falcão Florentino é o primeiro brasileiro a chegar a uma final na história do boxe olímpico. Nesta sexta-feira, o paulista de 22 anos atropelou o britânico Anthony Ogogo, derrubando o rival duas vezes, para frustração da torcida da casa. A vitória por 16 a 9 coloca o brasileiro na decisão dos pesos médios, neste sábado, às 17h45 de Brasília. O britânico fica com o bronze.

Com a medalha de prata já garantida, Esquiva Falcão vai enfrentar Ryota Murata, do Japão. O brasileiro não tem boas recordações do japonês, para quem perdeu por 24 a 11 na semifinal do Mundial de Boxe Amador, no ano passado, em Baku (Azerbaijão). Murata, depois, acabou vice-campeão, enquanto o brasileiro ficou com o bronze. Naquela mesma competição, Esquiva já havia vencido Ogogo, nas oitavas de final, por 17 a 12.

Nos dois primeiros assaltos da luta desta sexta-feira, o britânico tentava impedir os golpes do brasileiro partindo para o clinch – quando os dois boxeadores se ‘abraçam’. No primeiro round, a estratégia deu certo, com empate em 3 a 3. Mas, depois, no segundo assalto, Esquiva furou a guarda de Ogogo e marcou 6 a 3, balançando o rival.

No terceiro round, um show do brasileiro, derrubando duas vezes o britânico, que não conseguiu esboçar reação, perdendo o assalto por 7 a 3 e a luta por incontestáveis 16 a 9.

O Brasil, até aqui, só tinha outros dois medalhistas no boxe olímpico, ambos de bronze. Até os Jogos de Londres, apenas Servílio de Oliveira havia subido ao pódio, na edição de 1968, na Cidade do México, no peso mosca. Na capital inglesa, a primeira medalha veio com Adriana Araújo, que ganhou bronze na categoria até 60kg.

Outro filho de Touro Moreno, Yamagushi, pode ser o segundo brasileiro da história – e também o segundo Falcão Florentino – a chegar a uma final olímpica. Ele enfrenta logo mais às 18h (de Brasília) o russo Egor Mekhontcev por uma vaga na decisão da categoria meio-pesado (até 81kg).

CAMPANHA

De bye na primeira rodada, o brasileiro estreou apenas na segunda fase da Olimpíada, já nas oitavas de final, contra Soltan Migitinov, do Azerbaijão. Quinta-feira passada, Esquiva Falcão dominou todo o confronto, vencendo pela larga contagem de 24 a 11 para avançar no torneio olímpico de boxe.

Depois, na segunda-feira, já pelas quartas de final, o brasileiro ganhou do húngaro Zoltan Harcsa por 14 a 10, depois de ter dominado dois dos três assaltos do combate – venceu os primeiros por 6 a 2 e 5 a 4, mas perdeu o último por 4 a 3.

(Fonte: http://esportes.br.msn.com/olimpiadas-2012/galerias – Londres – 10 de agosto de 2012)

Share.