Juan Carlos Aramburu, arcebispo emérito de Buenos Aires, foi o primeiro em chegar às bodas de ouro episcopais na história da Igreja argentina e o segundo bispo mais jovem do país

0
Powered by Rock Convert

Cardeal Aramburu, o Arcebispo argentino dos recordes

 

 

Cardeal Juan Carlos Aramburu (Reducción (Córdoba), 11 de fevereiro de 1912 – 18 de novembro de 2004), arcebispo emérito de Buenos Aires,

 

O Cardeal Aramburu nasceu em Reducción (Córdoba), em 11 de fevereiro de 1912. Aos 11 anos ingressou no Seminário do Córdoba e anos mais tarde foi enviado ao Colégio Pio Latino-americano de Roma, onde foi ordenado sacerdote em 28 de outubro de 1934. Obteve os doutorados em Filosofia e Direito Canônico na Universidade Gregoriana.

 

Em 7 de outubro 1946 foi nomeado pelo Papa Pio XII Bispo auxiliar de Tucumán; e Bispo da mesma Sé em 28 de agosto de 1953. Seu trabalho pastoral se manifestou na ereção de dez paróquias e na construção de capelas no interior da diocese tucumana encarando a construção da Casa de Exercícios Espirituais de Tucumán. Nas paróquias tucumanas chegou a confirmar a mais de 1.000 pessoas por dia, e segundo seus cálculos, o total chega a 150.000.

Ao elevar o Sumo Pontífice a diocese tucumana à hierarquia de arquidiocese, em 13 de março 1957, o prelado foi promovido a arcebispo de Tucumán sendo seu primeiro arcebispo e quarto diocesano.

 

O Cardeal participou de todas as sessões do Concílio Vaticano II, realizada da Igreja ao que qualificou “como o mais transcendente de sua vida”.

 

Em 14 de junho de 1967, Paulo VI o nomeou Auxiliar com direito de sucessão do Cardeal Antonio Caggiano, Arcebispo de Buenos Aires.

 

Em 22 de abril de 1975 foi promovido a arcebispo de Buenos Aires e primaz da Argentina, depois da aceitação papal da renúncia do cardeal Antonio Caggiano, e recebeu o pálio das mãos de Paulo VI em 25 de maio de 1976. Foi o nono Arcebispo e vigésimo quarto diocesano da Arquidiocese de Buenos Aires.

oexploradorPowered by Rock Convert

 

Em 24 de maio de 1976 foi feito Cardeal; E como tal integrou as Sagradas Congregações para as Iglesias Orientais, para a Educação Católica, e para o Culto; a Prefeitura de Assuntos Econômicos e o Conselho de Cardeais para o estudo dos problemas organizativos e econômicos na Santa Sé.

 

Em 11 de fevereiro de 1987 apresentou sua renúncia ao Arcebispado de Buenos Aires por limite, mas o Papa João Paulo II a aceitou só três anos mais tarde, em 11 de julho de 1990.

 

 

“O Cardeal dos recordes”

 

O Cardeal Aramburu foi o primeiro em chegar às bodas de ouro episcopais na história da Igreja argentina e o segundo bispo mais jovem do país.  Em seus longos anos como Bispo, o Cardeal Aramburu, conferiu a ordenação episcopal a 10 bispos; e no dia 28 de outubro passado fez 70 anos de sacerdote, sendo então o sétimo cardeal mais idoso do mundo.

 

Cardeal Aramburu faleceu aos 92 anos, em sua residência do bairro de Belgrano.

 

A Missa de corpo presente foi realizada em 22 de novembro, na Catedral e contou com a presença das máximas autoridades religiosas e políticas do país.

Os restos mortais do cardeal portenho foram sepultados na capela São João Batista, localizada em uma das laterais da catedral, em honra ao santo de seu título cardinalício.

(Fonte: https://www.acidigital.com/noticias – (ACI) / NOTÍCIAS / AMÉRICA / A Agência Católica Argentina AICA – BUENOS AIRES, 19 Nov. 04)

Powered by Rock Convert
Share.