José Ramón Fernández, general e um dos veteranos da revolução cubana, foi ‘braço direito’ dos irmãos Castro em Cuba

0

‘El Gallego’ Fernández, líder histórico da revolução cubana

 

 

José Ramón “El Gallego” Fernández (Santiago de Cuba, Cuba, 4 de novembro de 1923 – Havana, em 6 de janeiro de 2019), dirigente histórico da revolução e um dos pilares na vitória de Cuba na invasão da Baía dos Porcos (1961), comandou as forças cubanas sob a liderança de Fidel Castro na Baía dos Porcos, repelindo uma invasão exilada apoiada pelos Estados Unidos.

 

 

O general e um dos veteranos da Revolução cubana José Ramón Fernández Álvarez, popularmente conhecido como “Gallego Fernández”, renovou seu mandato de deputado na Assembleia Nacional nas eleições de 2018 e também era assessor do presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros do país, assim como integrante do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba (PCC – único legal).

 

 

Apoiou os movimentos contra o regime de Fulgêncio Batista desde meados dos anos 1950. Depois do triunfo da Revolução liderada por Fidel Castro, em 1959, “Gallego Fernández” ocupou vários importantes cargos na cúpula cubana, entre eles a vice-presidência do país.

 

Fernández se juntou aos militares cubanos na década de 1940 e recebeu treinamento nos Estados Unidos. Ele se juntou à oposição à ditadura de Fulgencio Batista nos anos 1950, mas foi capturado e preso em 1956. Ele permaneceu atrás das grades até a revolução de Castro triunfar em 1959.

 

 

Ele foi uma das figuras-chave na recuperação de Paya Girón, em 1961, após um desembarque de cubanos anti-Castro com apoio e treinamento dos Estados Unidos. O triunfo dos rebeldes consolidou a revolução.

 

Fernandez foi logo encarregado de treinar a milícia civil do país devido ao seu passado militar. Foi nomeado comandante em 1961 e general da brigada da reserva em 1966.

 

Herói da República de Cuba, José Ramón Fernández Álvarez foi general de Divisão (na reserva) e assessor (para educação) do presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, com uma “trajetória destacada a serviço da revolução”.

 

 

Militar de carreira antes da revolução e formado em uma academia do exército americano (1953-54), El Gallego Fernández foi nomeado por Fidel Castro “chefe de operações” durante a invasão da Baía dos Porcos, organizada e financiada pela CIA, dos Estados Unidos, para dar fim ao processo revolucionário da ilha – derrotada em menos de 72 horas.

Após o triunfo de 1959, Fernández se colocou sob o comando de Raúl Castro, recém-nomeado ministro das Forças Armadas Revolucionárias, onde exerceu distintos cargos, inclusive o de vice-ministro de Instrução. Também fundou e dirigiu todas as escolas militares da ilha.

 

José Ramón Fernández faleceu em Havana, em 6 de janeiro de 2019 aos 95 anos.

 

“Tenho que agradecer toda a vida a confiança que tiveram, desde o princípio, Fidel e Raúl Castro”, disse Fernández, em uma entrevista divulgada em 6 de janeiro de 2019.

 

Fidel Castro e seu irmão mais novo, Raúl, consideravam Fernández um homem em quem podiam confiar e ele serviu ao longo das décadas em vários cargos militares, governamentais e do Partido Comunista, incluindo conselheiro do presidente, ministro da Educação e presidente do Comitê Olímpico.

(Fonte: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2019/01/06 – MUNDO / NOTÍCIA / Por Agência EFE – 

(Fonte: https://istoe.com.br – EDIÇÃO Nº 2558 – MUNDO / Por AFP – 06/01/19)

Share.