João Carlos Barroso, fez nome na TV Globo e esteve em novelas consagradas da emissora, como Roque Santeiro, O Bem Amado e Estúpido Cupido, e em humorísticos como Zorra Total e Trapalhões

0
Powered by Rock Convert

João Carlos Barroso, ator global de ‘Roque Santeiro’ e ‘Zorra Total’

 

Ator somava inúmeros trabalhos na televisão e ficou conhecido no humor

 

O ator João Carlos Barroso — (Foto: Globo/Estevam Avellar)

 

João Carlos de Albuquerque Melo Barroso (Rio de Janeiro, 28 de fevereiro de 1950 – 12 de agosto de 2019), ator e dublador global

 

 

João nasceu em 1950, no Rio de Janeiro e cresceu como um garoto que sonhava jogar futebol. Em 1961, com cerca de 11 anos, foi abordado por uma equipe de argentinos para fazer um teste para um filme que começariam a rodar, fez um teste e passou. Assim, esteve em Pedro e Paulo, ao lado de nomes como Jardel Filho, Francisco Cuoco, Jece Valadão e outros. Os primeiros papéis renderam prêmios como ator revelação.

 

 

Passou a participar de programas na TV Tupi, TV Rio, TV Continental e TV Excelsior e no Grande Teatro Infantil. Na década de 1970, já na TV Globo, participou da última novela em preto e branco (Estúpido Cupido) e da primeira a cores, quando foi filho de Lima Duarte, o Eustórgio, em O Bem Amado. Ele foi o Toninho Jiló em Roque Santeiro.

 

 

Com uma extensa carreira na televisão e no cinema, ele ficou conhecido pelo humor. No currículo, ele soma passagens pelo “Zorra Total”, “Os Trapalhões” e novelas consagradas como “Roque Santeiro” e “Mulheres de Areia”.

 

Powered by Rock Convert

 

O último trabalho de João Carlos Barroso na televisão foi na novela “Sol Nascente”, em 2016, na qual interpretava o delegado Mesquita. Como dublador, um dos seus trabalhos mais marcantes foi no filme “A Espada Era Lei”, no qual deu voz ao protagonista Arthur.

 

 

João Carlos de Albuquerque Melo Barroso nasceu em 28 de fevereiro de 1950, no Rio de Janeiro. Sua estreia na TV aconteceu em 1965 na série “Rua da Matriz”. Em seu currículo, o ator tem dezenas de novelas como “Roque Santeiro”, “Estupido cupido”, “O Bem Amado”, “Pecado Capital”, “Pedra sobre pedra”, entre outras.

 

No cinema, estrelou filmes como “A espada era a lei” (1963) e “O pistoleiro” (1976). Entre seus trabalhos mais recentes estão as inúmeras participações no humorístico “Zorra“ além da novela “Sol Nascente”, onde interpretou o delegado Mesquita.

O veterano ator João Carlos Barroso fez nome na TV Globo e esteve em novelas consagradas da emissora, como Roque Santeiro, O Bem Amado e Estúpido Cupido, e em humorísticos como Zorra Total e Trapalhões. Ele também atuou como dublador, como quando deu voz a Arthur no filme A Espada Era Lei.

 

O último papel de Barroso na TV foi como o delegado Mesquita na novela Sol Nascente, em 2016 e 2017. Ele não era mais contratado da emissora.

 

João Carlos Barroso faleceu , aos 69 anos, em 12 de agosto de 2019, vítima de um câncer.

 

Tássia Camargo, que trabalhou com o ator em “Pão Pão, Beijo Beijo” e “Salvador da Pátria”, prestou homenagem ao ator em sua rede social.

“Sempre brincava com ele dizendo, você não envelhece menino??!!! Ele sempre sorria com sua gentileza de sempre. Um homem do bem e com grande humor. Que a família sinta-se abraçada. Barrosinho aí está melhor que aqui. Quando eu chegar vamos rir muito. Saudade e até já.”

(Fonte: https://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2019/08/13 – POP & ARTE / NOTÍCIA / Por G1 – 13/08/2019)

(Fonte: https://gente.ig.com.br/celebridades/2019-08-13 – GENTE / CELEBRIDADES / Por iG Gente | 13/08/2019)

(Fonte: https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2019/08/13 – NOTÍCIAS / TV E FAMOSOS / TELEVISÃO / Por Maurício Dehò Do UOL, em São Paulo – 13/08/2019)

Powered by Rock Convert
Share.