Jairo Nascimento, ídolo do Corinthians e Coritiba, o Pantera Negra, foi bicampeão paulista pelo Corinthians (1977 e 79)

0
Powered by Rock Convert

Ex-goleiro Jairo, o Pantera Negra, ídolo do Corinthians e Coritiba

Jairo estreou no Corinthians na Copa Libertadores de 1976

 

 

Pantera Negra

Jairo do Nascimento (à esquerda) e Rafael Cammarota, no jogo entre Bangu e Coritiba, em 1985: título Brasileiro do Coritiba — (Foto: Estadão Conteúdo)

 

Jairo ficou 1.131 minutos sem tomar gols pelo Corinthians, durante o Brasileiro de 1978, recorde de jogos sem ser vazado.

 

 

Jairo do Nascimento (Joinville, 23 de outubro de 1946 – São Paulo, 6 de fevereiro de 2019), ex-goleiro conhecido como Pantera, foi recordista de minutos sem levar gols pelo Corinthians e também pelo Coritiba, além de ser o jogador que mais atuou pelo Coxa.

 

 

Jairo é o jogador que mais vestiu a camisa do Coritiba, com 410 partidas nas décadas de 1970 e 1980. No Coxa, ele conquistou seis campeonatos Paranaense, além do Torneio do Povo, em 1973, e o Brasileiro de 1985. Além disso, o ídolo também é o recordista em minutos sem tomar gol – foram 1.132 minutos com a camisa do Corinthians.

No Corinthians, Jairo fez parte do histórico time campeão paulista em 1977, encerrando tabu de quase 23 anos sem títulos. Ele jogou a segunda partida da final contra a Ponte Preta, em derrota por 2 a 1. Em 1979, foi titular absoluto na nova conquista, de novo diante da Ponte. Fez 190 jogos no Timão, sofrendo 146 gols. Jairo também atuou pelo Náutico, Caxias-SC, Fluminense e Seleção Brasileira.

 

Jairo foi o goleiro do Timão na segunda partida das finais do Paulistão de 1977, quando o Corinthians estava há 22 anos sem títulos. Foi o recordista nacional de minutos sem levar gols em 1978, quando passou 1.132 minutos sem ser vazado. O goleiro chegou ao Corinthians em 1976 e saiu em 1979, indo para o Náutico. Teve um atrito público com o ex-presidente Vicente Matheus, quando voltou em 1980, e então não permaneceu no Timão.

 

 

oexploradorPowered by Rock Convert

Ele já havia defendido o Coritiba entre 1972 e 1976, quando também ganhou os títulos do Torneio do Povo e cinco estaduais do Paraná e se tornou o atleta a mais vezes vestir a camisa do clube, 410 jogos. Em 1972, Jairo ficou 905 minutos tem tomar gol com a camisa alviverde, recorde do clube até hoje e nacional até ele próprio superar a marca com a camisa corintiana. Em 1985, Jairo fazia parte do elenco campeão brasileiro pelo Coritiba. Ele ainda ganhou o Robertão de 1970 pelo Fluminense.

 

Jairo foi quem mais vestiu a camisa, com 410 jogos. Campeão estadual, campeão do Torneio do Povo e Campeão Brasileiro.

 

Jairo faleceu em 6 de fevereiro de 2019 no Hospital Erasto Gaertner, de Curitiba, vítima de um raro câncer nos rins, aos 72 anos. Ele não resistiu a um quadro de pneumonia. Jairo estava em tratamento, custeado após mobilizações de torcedores, do Corinthians e do Coritiba.

 

(Fonte: https://globoesporte.globo.com/pr/futebol/noticia – FUTEBOL / NOTÍCIA / Por GloboEsporte.com — Curitiba 06/02/2019)

(Fonte: https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2019/02/06 – ESPORTE / FUTEBOL / ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Por Napoleão de Almeida Colaboração para o UOL – 06/02/2019)

Powered by Rock Convert
Share.