Hélio Garcia, foi prefeito de Belo Horizonte (1983-1984) e governador de Minas Gerais em dois mandatos

0
Powered by Rock Convert

Ele foi prefeito de Belo Horizonte (1983-1984) e governador em dois mandatos: de 1984 a 1987 e de 1991 a 1994

Ex Governador de Minas Gerais , Helio Garcia (Foto : ISA NIGRI / O Tempo)

Ex Governador de Minas Gerais , Helio Garcia (Foto : ISA NIGRI / O Tempo)

Hélio de Carvalho Garcia (Santo Antônio do Amparo (MG) em 16 de março de 1931 – Belo Horizonte, 6 de junho de 2016), ex-governador de Minas Gerais, foi deputado federal e prefeito de Belo Horizonte, antes de ocupar o cargo de governador de Minas Gerais por dois mandatos (1984 a 1987 e 1991 a 1994).

Histórico

Hélio de Carvalho Garcia nasceu em Santo Antônio do Amparo (MG), região Centro-Oeste do Estado, em 16 de março de 1931, formou-se bacharel em direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e exerceu dois mandatos à frente do Palácio da Liberdade: 1984 a 1987 e 1991 a 1994.

Ele se formou em direito pela UFMG em 1957 e, com 32 anos, elegeu-se deputado estadual. Mais tarde, foi deputado estadual (1967-1971), vice-governador na chapa de  (1983-1988), prefeito de Belo Horizonte (1983-1984) e governador em dois mandatos: de 1984 a 1987 e de 1991 a 1994.

Em 1982, elegeu-se vice-governador pela chapa de Tancredo Neves, na primeira eleição direta depois da ditadura militar. No ano seguinte, Tancredo nomeou Garcia para acumular o cargo de vice-governador e de prefeito de Belo Horizonte, já que na época não havia eleições diretas para a prefeitura. Em 1984, assumiu como governador após a renúncia de Tancredo. Ficou no governo até 1987. Em 1991, foi eleito governador e exerceu o mandato até o fim de 1994, quando deixou a política e voltou para Santo Antônio do Amparo.

Governadores de Minas HÉLIO GARCIA (Foto: Reprodução)

Governadores de Minas HÉLIO GARCIA (à direita) (Foto: Reprodução)

 

Na vida política, Garcia foi filiado à União Democrática Nacional (UDN), Aliança Renovadora Nacional (Arena), ao Partido Popular (PP), Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), Partido das Reformas Sociais (PRS), do qual foi fundador, e do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), pelo qual concorreria ao Senado em 1998, mas acabou desistindo do pleito.

Em 1998, Garcia tentou uma vaga no Senado, mas desistiu no início da campanha e abandonou a carreira política.

oexploradorPowered by Rock Convert

Garcia começou a vida política em 1963 como deputado estadual. Foi ainda prefeito de Belo Horizonte em 1983. Antes de se aposentar, era filiado ao PTB. Foi também da UDN, Arena, PP e PMDB.

Além de política, Hélio Garcia era fazendeiro: refugiou-se várias vezes, entre um mandato e outro, em sua propriedade em Santo Antônio do Amparo, a fazenda Santa Clara.

O ex-governador de Minas Gerais, Hélio Garcia (Foto: Acervo O Globo)

O ex-governador de Minas Gerais, Hélio Garcia (Foto: Acervo O Globo)

Hélio Garcia morreu na manhã de 6 de junho de 2016, aos 85 anos. Ele teria sido internado em um Hospital da Unimed, em Belo Horizonte.

O governador Fernando Pimentel lamentou a morte, por meio de nota:

“Foi com profundo pesar que recebi a notícia do falecimento do ex-governador Hélio Garcia. Homem público com uma trajetória de inestimáveis serviços prestados ao Estado e ao país, Hélio Garcia era uma das mais importantes referências da política mineira. Minas perde uma liderança que sempre se pautou pela sensatez, serenidade e espírito democrático.

Aos familiares, manifesto minha sincera e afetuosa solidariedade neste momento.”

O deputado estadual Iran Barbosa (PMDB) escreveu em sua conta do Twitter: “Que triste saber que acabou de falecer um dos maiores ídolos políticos meus. Vai com Deus Helio Garcia! Fez muito por Minas.”

Castellar Neto, presidente da Federação Mineira de Futebol, usou sua conta na mesma rede social para falar: “Maior político mineiro dos últimos anos.”

Saulo Carvalho, diretor geral da Câmara Municipal de Belo Horizonte, também usou a internete: “Foi-se o Dr. Hélio de Carvalho Garcia. Grande homem público. Um dos maiores da sua geração. Minas Gerais de luto. #RIP Hélio Garcia”

(Fonte: http://minasgerais.ig.com.br – O TEMPO / iG Minas Gerais | Fernanda Viegas 

(Fonte: http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2016/06 – NOTICIA – MINAS GERAIS – Do G1 MG – 06/06/2016)

Powered by Rock Convert
Share.