“Há névoa no horizonte,/ No campo e sobre o monte,/ No vale e sobre o mar./ Os Pássaros se encolhem,/ Os velhos se recolhem/ À casa a tiritar./ Porém fora a tristeza!/ Em breve a Natureza/ Dá flores ao jardim:/ Abramos a janela!/ Outra estação mais bela/ Já vem depois de mim.” Olavo Bilac (1865-1918), poeta e cronista carioca, o mais popular autor parnasiano dando voz ao inverno.

0
Powered by Rock Convert

Há névoa no horizonte,/ No campo e sobre o monte,/ No vale e sobre o mar./ Os Pássaros se encolhem,/ Os velhos se recolhem/ À casa a tiritar./ Porém fora a tristeza!/ Em breve a Natureza/ Dá flores ao jardim:/ Abramos a janela!/ Outra estação mais bela/ Já vem depois de mim.”

Olavo Bilac (1865-1918), poeta e cronista carioca, o mais popular autor parnasiano dando voz ao inverno.

(Fonte: Revista Caras, 2 de novembro de 2018 – ANO 25 – N° 44 – Edição 1304 – CITAÇÕES – Pág: 32)

Share.