György Sándor Ligeti, compositor dos mais notáveis de música erudita do século 20

0
Powered by Rock Convert

 

 

 

 

 

 

Compositor de 2001: Uma Odisséia no Espaço

György Sándor Ligeti (Tirnaveni, na região da Transilvânia, 28 de maio de 1923 – Viena, 12 de junho de 2006), compositor dos mais notáveis de música erudita do século 20, autor da música-tema do clássico 2001: Uma Odisséia no Espaço (1961), de Stanley Kubrick, Atmospheres.

Ligeti nasceu em 28 de maio de 1923, em Tirnaveni, na região da Transilvânia, que passou da Hungria para os domínios romenos em 1920. Em 1956, mudou-se para a Áustria, onde ficou conhecido por seu trabalho como compositor dos filmes de Kubrick. Em 1978, escreveu a ópera Le Grand Macabre. Em 2005, ganhou o Prêmio de Música de Frankfurt.

György Ligeti faleceu em 12 de junho de 2006, aos 83 anos.

(Fonte: http://www.cineclick.com.br – por Da Redação – 12/06/2006)

 

 

 

 

 

Powered by Rock Convert

 

O compositor de nacionalidade austríaca e origem húngara Gyorgy Sandor Ligeti, autor da música tema do clássico de Stanley Kubrick “2001: Uma Odisséia no Espaço”, morreu aos 83 anos, informou nesta segunda-feira a agência de notícias austríaca APA, sem especificar uma data para a morte.

Ligeti nasceu em 28 de maio de 1923 em Dicsöszentmarton (atualmente a romena Tirnaveni), filho de judeus húngaros, na Transilvânia (região húngara que passou à Romênia em 1920). Ele passou sua juventude em Kolosvar (atualmente Cluj), capital da Transilvânia, onde fez a escola primária em húngaro antes de seguir para o Liceu romeno. Muitos de seus familiares foram mortos pelos nazistas e em 1956 o próprio Ligeti trocou a Hungria comunista pela Áustria.

Em círculos de música clássica, Ligeti é conhecido pela variedade de seu trabalho, enquanto que o público em geral ouviu suas composições em filmes do cineasta Stanley Kubrick, entre os quais “2001: Uma Odisséia no Espaço”.

Ligeti também escreveu uma ópera: “Le Grand Macabre”, em 1978.

Seus trabalhos recentes foram inspirados em seu compatriota Bela Bartok, mas ele entrou em contato com a vanguarda depois de sua chegada à Áustria, incluindo o compositor Karlheinz Stockhausen.

Seu trabalho “Atmospheres”, de 1961, considerado fundamental em sua obra, foi usado por Kubrick em “2001”, trazendo grandes acordes e o que Ligeti chamava de “micropolifonia”, com as harmonias misturando-se umas às outras.

Nos últimos vinte anos do século passado, Ligeti produziu um concerto de piano, um concerto de violino e uma série de trabalhos para oboé.

(Fonte: http://cineinsite.atarde.uol.com.br/materia/materia – AFP – NOTÍCIAS DA 7ª ARTE – 13/06/06)

 

 

 

 

 

 

 

Powered by Rock Convert
Share.