Primeira mulher eleita para Câmara dos Representantes

0
Powered by Rock Convert

Congressista democrata Louise Slaughter estava em seu 16º mandato

 

LOUISE SLAUGHTER REPRESENTOU A ÁREA DE ROCHESTER (NOVA YORK) NO CONGRESSO AMERICANO DESDE 1987 (FOTO: ALEX WONG/GETTY IMAGES)

 

Congressista pioneira nos EUA

Dorothy Louise McIntosh Slaughter (Lynch (Kentucky), 14 de agosto de 1929 – Washington, 16 de março de 2018), a congressista democrata dos Estados Unidos que foi a primeira presidente do Comitê de Regras da Câmara.

A congressista democrata, estava em seu 16º mandato na Câmara de Representantes dos Estados Unidos, representante pelo estado de Nova York, foi eleita pela primeira vez no Congresso em 1986, no oeste de Nova York, ela era a representante (deputada) mais antiga da Casa.

Louise, que nasceu em agosto de 1929 em Lynch (Kentucky), representou a área de Rochester (Nova York) no Congresso americano desde 1987.

A democrata foi eleita para a Câmara dos Representantes em 1986, derrotando o republicano Fred Eckert, e se tornou assim a primeira mulher a representar a região oeste de Nova York no Congresso.

Ela usou sua experiência como microbióloga para pressionar uma legislação na área da saúde, mas também teve um papel decisivo nos assuntos ligados às mulheres, já que foi coautora da Lei contra a Violência contra a Mulher.

Powered by Rock Convert

Além disso, redigiu leis que proíbem o uso de informação privilegiada.

Louise Slaughter faleceu em 16 de março de 2018, após sofrer uma concussão cerebral em uma queda em sua residência em Washington, aos 88 anos, no Hospital Universitário George Washington, na capital do país.

“É difícil encontrar um segmento da sociedade que Louise não tenha ajudado a moldar no transcurso de mais de 30 anos de trabalho no Congresso, da assistência médica até a não discriminação genética e reformas éticas históricas”, disse seu chefe de pessoal, Liam Fitzsimmons, em um comunicado.

“Ela foi uma lutadora implacável para as famílias do condado de Monroe e de todo o país”, acrescentou seu escritório na nota.

Sob a lei estadual, o governador de Nova York, o democrata Andrew Cuomo, manteve discrição sobre quando convocar uma eleição especial para sua substituição.

(Fonte: https://epocanegocios.globo.com/Vida/noticia/2018/03 – VIDA – NOTÍCIA / POR AGÊNCIA EFE – 16/03/2018)

(Fonte: http://www.jb.com.br/internacional/noticias/2018/03/16 – JORNAL DO BRASIL – INTERNACIONAL – NOTÍCIAS / Por AFP – 16/03/2018)

Powered by Rock Convert
Share.