Fez o primeiro nu da televisão brasileira

0

Atriz, fez o primeiro nu da televisão brasileira em 1975

Maria Aparecida fez peças como ‘As Três Irmãs’, ‘Aurora da Minha Vida’ e ‘Ópera do Malandro’

 

A atriz Cidinha Milan, de “Sandy e Junior”

Maria Aparecida Milan (São Paulo, 3 de janeiro de 1948 – São Paulo, 1° de junho de 2018), atriz, fez o primeiro nu da televisão brasileira em 1975.
A atriz protagonizou uma das primeiras cenas de nu da TV brasileira, ao lado de Pedro Paulo Rangel (Juca), como Chiquinha, de “Gabriela” (1975). Esteve em “Tieta” (1989), como Cora, empregada da protagonista (Betty Faria), que dizia ver novela apenas para “falar mal”.
Maria Aparecida Milan nasceu em 3 de janeiro de 1948, na cidade de São Paulo, numa família de sete irmãos da capital paulista dos anos 1940.
Se tornou Cidinha Milan no teatro, cinema e TV – com uma carreira de mais de quatro décadas. Ainda nova deixaria para trás o primeiro emprego como professora de escolinha infantil e se mudaria para o Rio de Janeiro em busca de viver da atuação.
Logo seria ela a protagonista do primeiro nu da televisão brasileira, na novela Gabriela, em 1975. Interpretava Chiquinha, que era pega na cama com seu amante. O casal, amedrontado, fugia pelado da cidade.
Cidinha estreou nas novelas em Gabriela (1975), onde interpretou a personagem Chiquinha. Pega na cama com o amante, sua personagem foi expulsa nua da cidade, protagonizando o primeiro nu frontal na televisão brasileira.
Neste mesmo ano, estreou no cinema em O Casamento (1975), de Arnaldo Jabor. Fez pouco cinema, atuando também em Assuntina das Américas (1976) e O Rei da Vela (1983).
Na televisão, atuou em novelas como Pecado Capital (1975), Sem Lenço, Sem Documento (1977), Champagne (1983) e Uma Rosa Com Amor (2010). Em Tieta (1989), interpretou Cora Reis, que odiava novelas, mas as assistia para poder falar mal. Também se destacou como a professora Elvira no seriado Sandy e Junior (1998-2001).
Fora das telinhas, também tinha causo de fuga. Certa vez, também aos 20 e poucos, Cidinha e a amiga atriz Analu Prestes tentaram burlar a conta de um hotelzinho na Itália. As amigas jogaram as malas pela janela do segundo andar. Só que elas se espatifaram no chão, chamando atenção de todos, inclusive do dono da hospedaria. Passaram o resto da viagem amarrando a bagagem estropiada.
Fã de MBP, bossa nova e Rolling Stones, a atriz fez os longas “Assuntina das Amérikas” e “O Casamento”. Mas seu negócio era mesmo o teatro. Entre as principais peças, “As Três Irmãs”, “Aurora da Minha Vida” (1982), escrita por Naum Alves de Souza e “Ópera do Malandro”, musical de Chico Buarque – seu trabalho preferido.

Cidinha, Marieta Severo e Analu Prestes (em pé) em Aurora da Minha Vida

Atualmente, trabalhava no Programa Silvio Santos, no quadro Os Velhinhos Se Divertem. Na mesma atração, participou de uma ‘Câmera Escondida’ baseada no filme Annabelle (2014). A “pegadinha” conta com quase 32 milhões de visualizações no YouTube.
Cidinha Milan faleceu em 1° de junho de 2018, aos 70 anos, vítima de câncer, em São Paulo.
A atriz lutava contra um câncer, e sua morte foi divulgada nas redes sociais pela sua amiga Analú Prestes.
(Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2018/07 – COTIDIANO / Por Thaiza Pauluze – 30 julho 2018)
(Fonte: https://rd1.com.br – FAMOSOS / Por Duh Secco – 30 de junho de 2018)
Share.