Elizabeth Harwood, especializou-se em papéis líricos e coloridos e na música de Mozart

0
Powered by Rock Convert

Elizabeth Harwood, uma soprano britânica

 

Elizabeth Harwood (27 de maio de 1938 – Fryerning, 21 de junho de 1990), foi uma das sopranos mais conhecidas da Grã-Bretanha nos anos 1960 e 1970, especializou-se em papéis líricos e coloridos e na música de Mozart.

Sua mãe, uma soprano profissional, deu-lhe aulas de canto quando era criança e mais tarde estudou no Royal Manchester College of Music.

Ela fez sua estreia na ópera em 1960, cantando Second Boy em “Die Zauberflote”, de Mozart em Glyndebourne, no sul da Inglaterra. Em 1963, ela conseguiu seu primeiro grande sucesso, como Countess Adele em “Count Ory” de Rossini. Em 1960, ela ganhou o premiado prêmio Kathleen Ferrier da Grã-Bretanha por cantar e em 1965 foi vencedor do Concurso Verdi em Busseto, na Itália.

Powered by Rock Convert

Miss Harwood apareceu pela primeira vez no festival anual de música em Salzburg, na Áustria, em 1970, cantando o papel de Constanze em “Abduction From the Seraglio” de Mozart e de Fiordiligi em “Cosi Fan Tutte”. cantou a condessa em uma nova produção de “Marriage of Figaro”, de Mozart, dirigida por Herbert von Karajan. Ele continuou a convidá-la para Salzburg por vários anos.

No final dos anos 70, a saúde de Miss Harwood diminuiu. Sua última apresentação foi em novembro de 1989 no Bath Festival, no oeste da Inglaterra. Ela se casou com Julian Royle, um homem de negócios, em 1966. O casal teve um filho.

Elizabeth Harwood morreu de câncer na sexta-feira, disse sua família. Ela tinha 52 anos e morreu em sua casa em Fryerning, 32 quilômetros a nordeste de Londres.

(Fonte: Companhia do New York Times – ARQUIVOS | 1990 – AP – 24 de jun de 1990)

Powered by Rock Convert
Share.