Douglas Rain, ficou conhecido ao dar voz ao computador HAL em 2001: Uma Odisseia no Espaço, de Stanley Kubrick

0

Ator que dublou robô HAL 9000, de ‘2001’

 

 

Douglas Rain em 1966, interpretando Henry V numa produção no Canadá (Foto: Courtesy of Peter Smith/Stratford Festival)

 

 

Canadense Douglas Rain também interpretou alguns dos personagens mais intrigantes de Shakespeare nos palcos de seu país

 

 

Douglas Rain dublou robô HAL 9000, de 2001: Uma Odisseia no Espaço, de Stanley Kubrick. (Foto: IMDB / Divulgação)

 

Douglas Rain (Winnipeg, 13 de março de 1928 – St Marys, 11 de novembro de 2018), ator canadense que interpretou alguns dos personagens mais intrigantes de Shakespeare nos palcos mas que ficou mais conhecido ao dar voz ao computador HAL em 2001: Uma Odisseia no Espaço, de Stanley Kubrick.

 

 

O ator não foi a primeira escolha para o papel na ficção científica. No entanto, a voz que havia sido selecionada, de Martin Balsam, “soava coloquial demais, enquanto que a de Rain carregava um sotaque suave que sentimos ser adequado para o papel”, contou Kubrick em entrevista no ano de lançamento do filme.

 

 

Antes de trabalhar com o Kubrick, Rain narrou o documentário científico canadense de 1960 chamado Universo. O filme impressionou Kubrick, que segundo Rain, o teria assistido por mais de 100 vezes.

 

Douglas Rain nasceu em Winnipeg, no Canadá. Em 1950, ganhou uma bolsa para estudar atuação no Reino Unido. Anos mais tarde ele revelou não ter gostado da experiência durante uma entrevista: “A atmosfera parada da escola e das aulas de teatro na Inglaterra me deixava muito depressivo. Eu sentia que a Inglaterra havia perdido toda o sentimento da verdadeira essência do teatro”.
Ele então voltou para o Canadá em 1953 e se tornou membro fundador da companhia Stratford Shakespeare Festival Company, da qual permaceu associado durante as quatro décadas seguintes, até 1998.
Em 1972, ele foi indicado a um prêmio Tony, maior honraria dedicada ao teatro, pelo papel em Vivat, de Robert Bolt.

 

Ele era um dos fundadores do Stratford Festival e passou 32 anos nos palcos dele, até 1998.

 

Depois de vários personagens shakespearianos, foi a voz pouco amigável do robô HAL 9000 — o precursor de protótipos como a Alexa da Amazon, ou o Google Home — que fez Rain entrar na consciência do público. Kubrick tinha ouvido a voz de Rain no documentário Universe, de 1960, um filme a que ele assistiu diversas vezes.

Rain havia sido contratado para narrar 2001, mas o diretor teve uma ideia diferente.

HAL é o computador de controle da nave Discovery 1, mas se rebela. Quando o astronauta Dave Bowman pede a HAL para ele abrir as portas de um vagão da nave, HAL diz as célebres palavras: “Desculpe, Dave, eu não posso fazer isso. A missão é importante demais para eu permitir que você a comprometa” (“I’m sorry, Dave. I’m afraid I can’t do that. This mission is too important for me to allow you to jeopardize it”).

American Film Institute nomeou HAL como o 13.º maior vilão de todos os tempos, juntando o personagem a uma lista que inclui HannibalLecter Darth Vader.

No cinema, apesar do sucesso como dublador de HAL, ele nunca contracenou num live-action. Em O Dorminhoco (1973), de Woody Allen, voltou a fazer a voz de HAL para uma paródia do personagem.

Douglas Rain morreu aos 90 anos, em 11 de novembro de 2018, de causas naturais no St. Marys Memorial Hospital, próximo a Ontário.

 

Douglas Rain era um dos “grandes atores do Canadá” e uma “luz guia no desenvolvimento da atuação no país”, disse o diretor artístico do Stratford FestivalAntoni Cimolino.

Pelo Twitter, uma página dedicada a Stanley Kubrick postou uma frase célebre do personagem em homenagem: “Dave, esta conversa não tem mais propósito. Adeus”.

(Fonte: https://www.terra.com.br/diversao/cinema – DIVERSÃO / ENTRETENIMENTO / CINEMA / Por Mark Kennedy – 13 NOV 2018)

(Fonte: https://cultura.estadao.com.br/noticias/cinema – NOTÍCIAS  / CINEMA / Por Mark Kennedy / AP – 13 Novembro 2018)

Share.