“Dou vida aos verdes ramos, / Dou voz aos gaturamos/ E paz aos corações;/ Cubro as paredes de hera;/ Eu sou a primavera,/ A flor das estações!” Olavo Bilac (1865-1918), poeta parnasiano brasileiro, em “As Estações”, do livro “Poesias Infantis – Olavo Bilac”.

0
Powered by Rock Convert

“Dou vida aos verdes ramos, / Dou voz aos gaturamos/ E paz aos corações;/ Cubro as paredes de hera;/ Eu sou a primavera,/ A flor das estações!”

Olavo Bilac (1865-1918), poeta parnasiano brasileiro, em “As Estações”, do livro “Poesias Infantis – Olavo Bilac”.

(Fonte: Revista Caras – ANO 22 – Nº 41 – Edição 1144 – 09/10/2015 – Citações – Pág: 42)

Share.