Don Valentine, trabalhou nas empresas que deram origem ao Vale do Silício, como a Fairchild Semiconductor, e fundou um dos principais fundos da região, o Sequoia Capital, que já investiu em empresas como Facebook, Oracle e Nubank

0
Powered by Rock Convert

Don Valentine, fundador do Sequoia e pioneiro do Vale do Silício

Pioneiro do Vale do Silício, o gestor de fundos de capital de risco Don Valentine fundou um dos principais fundos da região, o Sequoia Capital, que já investiu em empresas como Facebook, Oracle e Nubank

 

Donald Thomas Valentine (Nova York, 26 de junho de 1932 – Woodside, na Califórnia, 25 de outubro de 2019), pioneiro do Vale do Silício, foi gestor de fundos de capital de risco

 

Valentine trabalhou nas empresas que deram origem ao Vale do Silício, como a Fairchild Semiconductor, e fundou um dos principais fundos da região, o Sequoia Capital, que já investiu em empresas como Facebook, Oracle e Nubank. De quebra, Valentine também escreveu cheques para empresas como Atari, Cisco e Apple.

 

Nascido em junho de 1932, em Nova York, ele estudou Química antes de começar sua carreira – o primeiro passo foi dado em 1959, quando ele entrou na fabricante de chips Fairchild, lembrada muitas vezes como a “startup original do Vale do Silício”. Em uma entrevista em 2013, Valentine disse que quando chegou à região, o termo “Vale do Silício” ainda não havia sido criado. Ele também passou pela National Semiconductor, uma empresa derivada da Fairchild.

Em 1972, ele criou a Sequoia, em cujo escritório foram criadas empresas como a Sierra Semiconductor e a produtora de games Electronics Arts. Valentine também investiu na Atari em 1975, e em 1978, escreveu um cheque de US$ 150 mil para a Apple. Ele também investiu na Cisco e foi seu presidente de conselho por três décadas. Segundo John Chambers, que foi presidente executivo da fabricante de infraestrutura de telecomunicações, Valentine sempre foi um “líder forte e que gostava de ter um papel ativo nas empresas em que apoiava.”

 

Powered by Rock Convert

Em meados dos anos 1990, Valentine deixou o comando da Sequoia para a dupla Michael Moritz e Doug Leone. “A vida de Don está intrinsecamente costurada no tecido do Vale do Silício”, disse Leone, em uma nota. “Ele deixou a sua marca em todos os que tiveram a honra de trabalhar com ele – o que significa os fundadores e líderes de algumas das empresas mais importantes do final do século XX.”

 

Em um texto publicado no site da Sequoia, a empresa lembrou suas idiossincrasias. “Ele gostava de tinta verde, nunca bebia café, ouvia atenciosamente e entendia a virtude do silêncio”, diz o texto. Valentine costumava avaliar startups de acordo com sua resposta a uma questão: “Quem se importa?”.

 

Em uma entrevista concedida em 2013, Valentine explicou um elemento de seu sucesso. “A chave de se fazer bons investimentos é assumir que o passado está errado. Fazer algo não é sobre parte do passado, é fazer sobre algo inteiramente diferente”, disse.

 

Don Valentine faleceu em 25 de outubro de 2019, em sua casa em Woodside, na Califórnia, aos 87 anos.

(Fonte: https://www.terra.com.br/noticias/tecnologia – NOTÍCIAS / TECNOLOGIA / Por Erin Griffith (TRADUÇÃO DE BRUNO CAPELAS) – 26 OUT 2019)

O Explorador não cria, edita ou altera o conteúdo exibido. Todo o processo de coleta de dados cujo resultado culmina nas informações a seguir é realizado automaticamente, através de fontes públicas pela Lei de Acesso à Informação (Lei Nº 12.527/2011). Portanto, o Explorador não substitui as fontes originárias da informação, não garante a veracidade dos dados nem que eles estejam atualizados. O sistema pode mesclar homônimos (pessoas do mesmo nome).

Powered by Rock Convert
Share.