“Deus para mim é o Deus terrível do Velho Testamento.” Roberto Campos (1917-2001), foi expoente do pensamento liberal no país, economista e diplomata participou da criação da Petrobras na era Vargas, do Plano de Metas de JK e do governo Castelo, quando cria FGTS

0
Powered by Rock Convert

Roberto Campos: Elegância e senso de humor na defesa de ideias que ganharam inúmeros adeptos nos últimos anos: “Ao contrário de Eugênio Gudin, tive a sorte de ser reconhecido em vida”.

Deus para mim é o Deus terrível do Velho Testamento.”

Roberto de Oliveira Campos (1917-2001), foi expoente do pensamento liberal no país, economista e diplomata participou da criação da Petrobras na era Vargas, do Plano de Metas de JK e do governo Castelo, quando cria FGTS

(Fonte: Revista Veja, 17 de outubro de 2001 – ANO 34 – Nº 41 – Edição 1722 – Memória / O HOMEM QUE TINHA RAZÃO / Por Lucila Soares – Pág: 116/123)

Share.