Dalmo Pessoa, lenda da crônica esportiva brasileira marcou época no tradicionalíssimo “Mesa Redonda”, da TV Gazeta, ao lado de nomes como Roberto Avallone, Fernando Solera e Chico Lang

0
Powered by Rock Convert

Comentarista esportivo Dalmo Pessoa é considerado lenda da crônica esportiva brasileira

 

Dalmo Pessoa em foto de 1996. (Crédito: Rodney Suguita/Folhapress)

 

Jornalista teve passagem marcante no programa ‘Mesa Redonda’, da TV Gazeta

 

Dalmo trabalhou nas rádios Tupi, Record e Bandeirantes, além de ter atuado em programas esportivos da TV Gazeta e Rede Vida.

 

 

Dalmo Pessoa, uma referência dentro da crônica esportiva

 

Jornalista salvou amigo da ditadura e sofreu descaso do ‘Mesa Redonda’

 

 

Dalmo Pessoa, comentarista esportivo. Dalmo marcou época no tradicionalíssimo “Mesa Redonda”, da TV Gazeta, ao lado de nomes como Roberto Avallone, Fernando Solera e Chico Lang.

 

Conhecido por ser um dos grandes nome da imprensa esportiva brasileira, atuou no jornalismo esportivo e teve passagem por Rede Vida, Rádio Tupi, Rádio Record e Rádio Bandeirantes.

 

Ao lado de Roberto Avallone, Flávio Prado, Chico Lang, Fernando Soléra e Michelle Giannella, Dalmo Pessoa marcou história na televisão brasileira através do Mesa Redonda, na TV Gazeta.

 

O veterano jornalista foi um dos grandes nomes da crônica esportiva brasileira. Ele participou também do debate esportivo precursor das “mesas redondas” em São Paulo, a nitroglicerínica “Mesa Redonda Futebol é com 11”, apresentada por Milton Peruzzi, na igualmente na TV Gazeta de São Paulo.

oexploradorPowered by Rock Convert

 

Dalmo Pessoa atuou no jornalismo esportivo e teve passagem por Rede Vida, Rádio Tupi, Rádio Record e Rádio Bandeirantes. Ele marcou época na TV Gazeta, ao participar do programa “Mesa Redonda”, ao lado de Roberto Avalone, Fernando Solera e Chico Lang. A emissora exibe o programa até hoje. Também escreveu para o jornal “A Gazeta Esportiva”.

Pessoa brilhou também no rádio, atuando na Tupi, Record e Bandeirantes.

 

Dalmo trabalhou nas rádios Tupi, Record, Bandeirantes, além de escrever para jornais impressos como o Gazeta Esportiva e o Notícias Populares. Ele fez fama na TV ao atuar em programas esportivos na TV Gazeta de SP e na Rede Vida.

Depois de deixar o jornalismo esportivo, Dalmo Pessoa foi diretor comercial do Hospital Igesp. Além disso, foi diretor administrativo do plano de saúde Trasmontano.

O jornalista também teve dois mandatos como vereador na capital paulista.

Dalmo também fez história fora do jornalismo, quando foi vereador da cidade de São Paulo em duas ocasiões e exerceu o cargo de diretor comercial do Hostial Igesp, além de diretor administrativo do plano de saúde Trasmontano. Dalmo Pessoa foi homenageado em 2011, pela ACEESP (Associação dos Cronistas Esportivos Estado de São Paulo), por marcar história no jornalismo esportivo.

Dalmo Pessoa faleceu em 6 de outubro de 2020, aos 78 anos, em São Paulo, vítima de uma pneumonia. Ele estava internado no Hospital Trasmontano, na capital paulista, segundo informação do jornalista Milton Neves.

Antes da pneumonia, ele já sofria com outras complicações e havia perdido a memória nos últimos anos.

(Fonte: https://www.terra.com.br/esportes/futebol – ESPORTES / FUTEBOL / por Estadão Conteúdo – 6 OUT 2020)

(Fonte: https://blogmiltonneves.uol.com.br/blog/2020/10/06 – ESPORTE / por Milton Neves – 06/10/2020)

(Fonte: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2020/10/06 – SÃO PAULO / Por G1 SP — São Paulo – 06/10/2020)

Powered by Rock Convert
Share.